sábado, setembro 29, 2007

Letra F

Cheguei à letra F.
Como não tenho tido tempo para me dedicar ao blog, (nem à visita aos vossos blogues...) como eu gostaria, devido a vários problemas tanto da minha saúde, como da saúde de familiares meus, esta letra teve tempo para ser muito pesquisada e pensada, então, existem muitas palavras iniciadas pela letra F, que gostaria de fazer referência, daí que vou dividir a letra F em 2 posts, só num ficaria demasiado longo.
Faíza Hayat não é apenas uma excelente cronista, é também uma excelente escritora como o poderão comprovar todos os que lerem «O Evangelho Segundo a Serpente».Faíza é uma alfacinha, filha de mãe portuguesa católica, e pai goês, muçulmano, que escreve num português ágil e enxuto “anotações para uma ficção autobiográfica”, que se lêem com a consciência de que estamos a assistir ao início de uma grande carreira literária e com a certeza que virá a escrever livros inesquecíveis. A leveza, a liberdade e a imaginação informada com que constrói este seu livro. Faíza como ela própria escreve é uma mulher “em transito”. Vice na magnífica cidade de Gaudi, mas tem seus afectos divididos por Parati, no Brasil, por uma pequena praia de Moçambique, e também pelo lisboeta bairro da Graça. As viagens da Faíza têm um âmbito geográfico e cultural sem fronteiras, estendem-se por um vasto mundo que vai do bairro da Graça a Goa passando por Barcelona, por Berlim, pelo Cairo, por Moçambique, pelo Índico, pelo deserto, por espaços e lugares que provavelmente nunca visitaremos, como a aldeia de Balat no oásis de Dakhala. Através de toda essa busca há uma identidade que se questiona e interroga, a busca e a experiência fugaz do amor e a paixão do conhecimento.
FALSIDADE - A falsidade, é tanto ou pior do que a calúnia, porque, se o homem menciona seu semelhante com aquilo que ele não consente e nem aprova a sua divulgação, estará automaticamente caluniando-o, mesmo que estivesse dizendo a verdade, ou não, isto é, mesmo que esteja mentindo, tornando o facto um boato, pois a falsidade é sinônimo de mentira e da calúnia. A falsidade deixa vestígios nocivos pela sua prática, gerando a perversão na sociedade... e provoca a falta de confiança entre as pessoas, alastrando a dúvida e a desconfiança.... e com isso, cessam o auxílio mútuo e a colaboração entre si, dizimando a protecção e a afinidade.
FOCA - A foca é um mamífero pinípede, que sofreu modificações consideráveis para se adaptar à vida aquática. Os ossos dos membros tornaram-se muito reduzidos, de modo que apenas as patas sobressaem do corpo. Uma membrana liga os dedos, como numa barbatana. As narinas no alto da cabeça, permitindo que o animal respire estando a maior parte do corpo imerso, mantêm-se quase sempre fechadas, mas são providas de músculos especiais que as abrem quando o animal quer respirar. Para conservarem o calor do corpo passaram a apresentar, sobre a pele, uma espessa camada de gordura. Apresentam ainda outras modificações que lhes permitem mergulhar e suster a respiração por longos períodos. O volume de sangue do seu corpo é, proporcionalmente ao tamanho, muito superior ao de qualquer mamífero terrestre e, por esse motivo, conseguem armazenar grandes quantidades de oxigénio. Além disso, quando mergulham, contraem alguns vasos sanguíneos mais importantes para que a circulação do sangue arterial fique consideravelmente limitada ao coração e ao cérebro. O leite da foca é extraordinariamente rico - contendo 50% de gordura - e a cria aumenta de peso à razão de cerca de um quilo por dia. Como durante o período de amamentação a mãe não se alimenta, o que se verifica na realidade é que ela converte a própria gordura em leite, transferindo-a para a cria. Alguns dias após o nascimento, a fêmea acasala de novo.

FOICE - Desde
1917, com a Revolução Russa, a foice-e-martelo tornou-se um dos símbolos da República Socialista Soviética Federada da Rússia (RSFSR). Inicialmente, era utilizada apenas no brasão da república, já que a união entre operários e camponeses fora declarada a base do Estado, e nos símbolos do Exército Vermelho (criado em 1918). O brasão da Áustria exibe uma águia segurando uma foice em uma garra e um martelo na outra, sem cruzá-los. Apesar de não ter nenhuma relação com o comunismo, o desenho foi feito para representar operários e camponeses, as duas principais classes sociais na sociedade austríaca na época de sua concepção.
FRUSTRAÇÃO - Falar em frustração não significa falar de algo doentio, mórbido. A frustração, é uma ocorrência universal e comum a todas pessoas conscientes das condições de sua existência, significa algo necessário ao amadurecimento e, consequentemente, ao desenvolvimento do sujeito, da sua relação com o mundo objectual (sua realidade), com os outros e consigo próprio. O ser humano, tal como os animais superiores, tende a fugir da dor e se aproximar do prazer. Portanto, há sempre uma pretensiosa tentativa de suprimir o sofrimento das frustrações ou das perdas. Entre as várias maneiras que o ser humano usa para essa fuga da dor, incluindo os mecanismos de defesa, as negações, compensações, etc, tudo isso como parte de um leque de recursos interiores, recorre-se também à ajuda externa, algo de fora da pessoa.



FIMO – contas de fimo – material para execução de colares, pulseiras, é possível montar algumas peças lindas. Foto: um colar feito de contas de fimo.
FILIPINAS - As Filipinas são um arquipélago que consiste em 7.107 ilhas, localizado ao leste de Vietname, ao sul de Taiwan, e ao norte de Bornéu. É um País do Sudeste Asiático. Maravilhas Naturais: Morros de Chocolate Vulcão Mayon , As Dunas de La Paz , O Mar de Sulu , O Lago e o Vulcão de Taal
Faro – região do sul de Portugal, no Algarve: As praias e a Ria Formosa, onde esvoaçam flamingos, fazem a fronteira com o mar. Nos campos planos, a mancha do casario de Faro, o verde das hortas cultivadas nos terrenos férteis, as armações das noras que extraíam a água fresca e salutar, herança dos mouros. Colinas suaves em anfiteatro, onde nascem árvores de fruto, enquadram em fundo a paisagem. Aldeias, onde a vida tem o ritmo tranquilo de séculos, mostram tesouros de arte, desvendam testemunhos da magnificência de nobres romanos. São estes os encantos de Faro e do seu concelho.



FLOR – representa estados de alma; quando oferecemos flores a alguém, o acto da oferta implica algum sentimento, quase sempre ligado à alegria, noutra a tristeza; para ser franca nunca entendi porque se oferece flores num funeral, porque apenas a família do(a) defunto(a) terá oportunidade de ver, a pessoa em causa com toda a certeza preferia que lhe oferecessem flores em Vida; é assim que gostaria que procedessem comigo, em Vida e não depois da morte.

FUNERAL - aquele que mais me custou foi a da minha Mãe, tinha eu 20 anos e, após foi-me difícil estar presente em outros funerais. No meu ponto de vista, eu devo ser Amiga dos meus Amigos enquanto estão vivos, visitá-los, ser útil…depois de mortos, já não me vêem, não estou lá a fazer nada. Quero o mesmo para mim, que se lembrem que existo agora e não depois…
FUGIR – A reacção de lutar ou fugir, também chamada de reacção de stress agudo, foi descrita pelo fisiologista Walter Bradford Cannon em 1927. Sua teoria diz que algumas pessoas reagem às ameaças com uma descarga comum do sistema nervoso simpático, fazendo com que a pessoa permaneça e lute ou fuja para se defender. Isso já aconteceu comigo. Quantas e quantas vezes tenho uma vontade louca de fugir e desaparecer…para onde ninguém me conheça, para começar uma nova vida.
FLORENÇA - a cidade que me deslumbrou na minha viagem à Itália. Florença não é um lugar para quem aprecia construções de aço e alumínio. Ela é a cidade dos apaixonados, dos artistas e dos sonhadores. Das pessoas que vêem a vida com olhos de poeta, ouvidos de músico e coração de quem ama. É uma cidade eterna, um momento iluminado de genialidade artística, e que pode ser sentido caminhando entre as suas ruas, praças e casas. É até mesmo muito mais do que isto. É um exemplo vivo do que a espécie humana pode fazer de bom quando se dedica à ideais elevados. Passear em Florença é mais ou menos como percorrer um museu ao ar livre, com uma obra prima em cada esquina.
FADA – é um ser mitológico que só existe nos «contos de fadas»…mas, ainda há quem sonhe com elas, no séc. XXI.
FORRÓ - na minha viagem ao nordeste brasileiro, quando estava no hotel, na cidade de Natal, havia animadores que nos davam aulas de forró, 4 x ao dia, 2 de manhã e 2 de tarde. O Forró , na verdade, são vários géneros musicais oriundos do nordeste brasileiro. Possui origem mestiça. Entre vários
ritmos diferentes que são comumente identificados como Forró destacam-se o Baião, o Coco, o Rojão, a Quadrilha, o Xaxado e o Xote. Possui semelhaças tanto com o Toré e o arrastar dos pés dos índios quanto com os ritmos binários portugueses e holandeses, com o balançar dos quadris dos africanos. O forró é especialmente popular nas cidades de Juazeiro do Norte, Caruaru, Mossoró e Campina Grande, onde é símbolo da Festa de São João, e nas capitais Fortaleza, Aracaju, Natal e Recife onde são promovidas grandes festas que duram a noite toda. Forró também é o nome dado a estas festas.
FOLCLORE - A alma de um povo que se expressa pela música; O movimento apressado da música e o colorido dos trajes são a alegria do folclore algarvio. Raiz de uma expressão cultural, o folclore é um espectáculo único, apreciado por todos os que têm oportunidade de conhecer a sua genuinidade.O “corridinho”, o “baile de roda” e o “baile mandado”, em que os dançarinos executam os movimentos que lhes dita o “mandador”, são as danças que melhor identificam o Algarve. Assim, sob o sol intenso ou sob um céu estrelado, ouve-se o tilintar dos ferrinhos, o acordeão solta as notas endiabradas do corridinho e os pares rodopiam até não se ver mais senão pernas trepidantes que seguram coroas de saias e saiotes a levantarem voo. Há ainda canções de embalar e os romances, que podem ser lentos e arrastados ou vivos como marchas. Actualmente, já não são os camponeses que cantam, mas os grupos folclóricos e os conjuntos de música
tradicional que, ciosos das tradições culturais, se apresentam ao longo de todo o ano em hotéis, restaurantes, feiras e festas tradicionais.

FUZETA - A Fuseta, segundo os relatos históricos mais antigos datados de 1572, era conhecida por “Fozeta” (diminutivo de foz) o que teria tido origem no facto de ali desaguar um ribeiro chamado “ribeiro do tronco”. É descrito como um sítio que pouco a pouco se foi desenvolvendo e aumentando em população até constituir um lugar. Desconhece-se a data em que ali se terá começado a constituir um aglomerado populacional. De início apenas existiam algumas cabanas que serviam para guardar utensílios das armações de pesca que se lançavam naquele local. Aliás, em 1541 há referências a um Sítio das Cabanas, que depois se uniria ao Sítio dos Moinhos, para formar a Fuseta. O porto de pesca, colorido pelos barcos, assim como a praia e toda a zona ribeirinha, cuja recuperação ambiental foi recentemente premiada, são visitas obrigatórias. Existem ligações regulares por barco para a ilha da Fuseta-Armona. O passeio pode prosseguir até aos rectângulos espelhados das salinas, as ruínas das atalaias de Torre de Bias, Cumeada e Alfanxina, paralelas à Ria Formosa e ao mar, às nascentes de água dos Olheiros, a norte da Vila, a que se atribuem virtudes medicinais. Estive lá, em Março passado, e tirei algumas fotos.


(foto minha)
FOFOCA - você sabia que…??? esta expressão antecede quase sempre uma fofoca. Cuidado com a fofoca...

Etiquetas:

29 Comments:

At 29/9/07 16:27, Blogger Lumife said...

Olá! O primeiro....? quer dizer que os outros F ugiram ou F oram de F im de semana?

Fim de semana bom que também te desejo e continua com este original trabalho de pesquisa.



Beijos

 
At 29/9/07 21:41, Blogger sveronica said...

F de FELICIDADE

beijos

 
At 29/9/07 22:19, Blogger lena said...

Kalinka, querida amiguinha, tenho vindo a acompanhar silenciosamente este maravilhoso trabalho de pesquisa, tem sido uma surpresa quase permanente e ainda vais na letra F.

interessante, original e muito bem cuidado, com um grande valor de conhecimentos

deixa-me dar-te o meu F o "F" de alguém que admiro, pela sua arte, por tanto que já li, pelo filme que me deslumbrou, pelo que investiguei e me toca profundamente


falecida em Coyoacán, 13 de julho de 1954 "Frida Kahlo" uma pintora mexicana

é este o F que me lembro mais :

"Frida Kahlo"


o meu abraço com carinho, com ternura e parabéns pelo teu blog que continua a ser de passagem obrigatória, pela importância do que partilhas

abraço-te para te sentir minha amiga linda

um beijo meu

estou sempre, mesmo que seja em silêncio

lena

 
At 30/9/07 14:47, Blogger Naeno said...

POR UM TRIZ

Digamos que é querer demais
Que eu seja um espelho teu
Já refleti dormente,
Contente, o nosso amor.
O teu destempero me seduz
Me conduz, me reduz
Ao que sou
E assim já é demais.
Se a até hoje a gente foi feliz
Como quis, por um triz
Pra que destruir a nossa paz

Um beijo
Naeno

 
At 30/9/07 20:13, Blogger Andreia do Flautim said...

Olá!

F para mim é a letra da minha afilhada, a Filipa!

 
At 30/9/07 20:40, Blogger papagueno said...

Olá minha amiga. Também gosto muito de ler as crónicas da Faíza aos fins-de-semana no Público. Quanto aos livros dela nunca li, mas acho que ela escreve bem.
F de Felicidades.
Beijos

 
At 30/9/07 22:00, Blogger astuto said...

Frustações, quem as não tem?

Excelente post. Olha, tenho uns premiozitos para ti.

Cumprimentos e boa semana.

 
At 30/9/07 22:24, Blogger Zé Povinho said...

Falsidade, algo que destesto. Florença, uma das mais belas cidades que conheci.
Aguardo mais do F, como felicidade, que nunca é absoluta e por isso nos podemos cruzar com ela por diversas vezes na vida, com alguma sorte e uma ajudinha da nossa parte, também.
Abraço do Zé

 
At 30/9/07 23:58, Blogger Peter said...

"Fofocas" é o que por aqui abunda.
Tenho-me afastado um pouco.

Obrigado pela tua visita àquela espécie de blogue e que tenhas uma boa semana.

Peter

 
At 1/10/07 01:18, Anonymous Luisa said...

O teu dicionário vai de vento em popa! Entradas muito bem escolhidas e sempre cativantes.
Do F destaco Fada. Sempre li livros de fadas. Sabia que não exisitiam mas a sua magia sempre acompanhou a minha vida. E fadas são todas estas pessoas amigas que nos rodeiam em casa e aqui, na blogoesfera.
Quanto a Fofocas, tenho de confessar que gosto de algumas...distraem-nos dos problemas...
Desejo muito as tuas melhoras e as da tua Família.

 
At 1/10/07 10:08, Blogger ShinningMoon said...

Olá!
Obrigada por te teres dado a conhecer mais um pouco, lá no meu blog!!!
Em vez de ser F de fugir... porque não F de ficar???
Bjitos.

 
At 1/10/07 13:59, Blogger augustoM said...

Acrescento FALAR o que mais faz falta é as pessoas comunicarem.
Também estive doente uma gripalhada muito chata.
Um beijo. Augusto

 
At 1/10/07 15:25, Blogger Thunder said...

F de Fátima...que ganhou ao F.C.P!!!



F de Fica... Fca bem! lol

bjs

 
At 1/10/07 17:34, Blogger peciscas said...

Ora aqui está mais uma excelente e (adivinho) trabalhosa complilação.
Destaco Florença, onde estive Há cerca de três anos e que me encantou.

 
At 1/10/07 21:23, Blogger Lusófona said...

Olá Kalinka!!

Tantas emoções, sentimentos.. Já tinha saudades!

Beijos e fica bem

p.s. já fiz algumas peças em FIMO =)

 
At 1/10/07 21:48, Blogger Fernanda e Poemas said...

Kalinka, grata pela visita aos meus cantinhos.
Espero que todos fiquem bem de saúde.
Adorei tudo o que escreves-te, demorei mas consegui ler tudo.
Boa semana.
Muitos beijinhos!
Fernandinha

 
At 1/10/07 21:49, Blogger Fernanda e Poemas said...

A tua foto é muito linda.
parabéns!
beijinhos,
Fernandinha

 
At 1/10/07 22:19, Blogger A COR DO MAR said...

oi Kalinka
Exemplificaste muito bem a letra F - Gostei muito, e... escolho a terna FOCA :))

Nao tens de pedir dsclp pelas nao visitas, eu tb nao o tenho feito como antigamente, nao tenho tempo para nada.

Desejo tudo de bom para ti e familia, mta saude ***

Beijocas

 
At 1/10/07 22:57, Blogger david santos said...

Olá, Kalinka!
Primeiro, os meus sinceros votos de boa saúde para ti e para os teus.
Segundo, que mais uma vez nos mostras uma postagem espectacular.
Parabéns.

 
At 1/10/07 23:54, Blogger AnaG. said...

Levo as flores....

Vou ali ao lado, estão a contar uma fofocas muito divertidas...
:)

As melhoras e boa semana.

Beijitos

 
At 1/10/07 23:54, Blogger Alexandre said...

Gostei de foca - acho lindas e que deviam ser defendidas - foice - pelo símbolo que foi, embora se tivesse provado que ainda não era a melhor solução para a humanidade - e fugir - pois é o que me apetece fazer todos os dias!!!

Muitos beijinhos, Kalinka!!!

 
At 2/10/07 00:39, Blogger Cristina said...

F para mim é o F de Fernando o meu pai...
Estou adorar ler o teu abecedário

:)

beijinhus

 
At 2/10/07 00:58, Blogger Rosa dos Ventos said...

Já estava a estranhar a paragem do alfabeto!
Eu também tenho o F de Fernando na minha vida - é o meu marido!
Gostei dos teus F(s) e sobretudo do 1º, leio todas as crónicas da Faíza!
Felicidades

 
At 2/10/07 02:03, Blogger Pitanga said...

F de Família, Fortuna, Felicidade e de... Floribela. hahahaha

beijos Kalinka

 
At 2/10/07 10:13, Blogger suruka said...

Interessante

Já vais no " F " tenho de recuperar isto tudo.

És trabalhadora!!!
beijos

 
At 2/10/07 16:12, Blogger Girassol said...

Não consegui ficar indiferente à parte do funeral da tua mãe. Passei pelo mesmo, exactamente aos 20 anos e sei como isso deixa marcas eternas em nós.
É uma dor que jamais passará...

Beijo.

 
At 2/10/07 23:53, Blogger Marlene Maravilha said...

Quanta coisa linda no F! F de felicidade!! Interessante o teu estudo.
beijos querida e fica bem

 
At 3/10/07 10:19, Blogger Gui said...

Mais uma excelente lição. As palavras foram bem escolhidas. Podes fperfeitamente fazer uma terceira edição. Um beijo

 
At 3/10/07 14:31, Blogger Paula Raposo said...

Florença que me fascinou completamente. Funeral que não gosto. Filmes que gosto. Fortuna por estar viva. Festas de que gosto. Penso que poderás abrir uma terceira parte para a letra F! Gostei imenso de te ler. Beijinhos.

 

Enviar um comentário

<< Home