terça-feira, junho 13, 2006

DESÂNIMO...


Esta folha branca caída no chão é a minha imagem...
Assim me sinto, por dentro e por fora...tombada na pedra dura, sem cor, sem vida, sem alegria!
Tudo me acontece, hoje fui para as urgências com uma enorme infecção na vista direita, não se sabe o porquê (já pegou moda na minha Vida, nos ultimos 4 meses dizerem-me que não sabem o porquê disto e daquilo), ordem médica para ficar dentro de casa (eu pergunto: Mais...? eu já estou enjaulada há mais de 3 meses) não apanhar pós, nem poeiras, nem sol, nem ir à praia, nem à piscina, não ler, nem ver televisão, nem estar na internet...dá para perguntar:
Que vou fazer?
Enfim...estou sem inspiração alguma, deve dar para vocês perceberem o meu desânimo, o desespero que me invade...deixo-vos com uma história que recebi por e-mail, podemos tirar algumas lições...assim o espero. Até qualquer dia!
PORTEIRO DO PROSTÍBULO
Tem título de piada, parece gozação, mas não é.
Vale a pena ler.
Não havia no povoado, pior ofício do que porteiro do prostíbulo.
Mas que outra coisa poderia fazer aquele homem? O fato é que nunca tinha aprendido a ler nem escrever, não tinha nenhuma outra atividade ou ofício.Um dia, entrou como gerente do prostíbulo, um jovem cheio de idéias; criativo e empreendedor; que decidiu modernizar o estabelecimento.
Fez mudanças e chamou os funcionários para as novas instruções. Ao porteiro disse:- A partir de hoje, o Senhor, além de ficar na portaria, vai preparar um relatório semanal onde registrará a quantidade de pessoas que entram e seus comentários e reclamações sobre os serviços.
Eu adoraria fazer isso, Senhor - balbuciou - mas eu não sei ler nem escrever!
- Ah! Quanto eu sinto! Mas se é assim, já não poderá seguir trabalhando aqui.
- Mas Senhor, não pode me despedir, eu trabalhei nisto a minha vida inteira, não sei fazer outra coisa.
- Olhe, eu compreendo, mas não posso fazer nada pelo Senhor.
Vamos dar-lhe uma boa indemnização e espero que encontre algo que fazer. Eu sinto muito e que tenha sorte.
Sem mais nem menos, deu meia volta e foi embora. O porteiro sentiu como se o mundo desmoronasse. Que fazer?
Lembrou que no prostíbulo, quando quebrava alguma cadeira ou mesa, ele a arrumava, com cuidado e carinho. Pensou que esta poderia ser uma boa ocupação até conseguir um emprego. Mas só contava com alguns pregos enferrujados e um alicate malconservado. Usaria o dinheiro da indenização para comprar uma caixa de ferramentas completa. Como o povoado não tinha casa de ferragens, deveria viajar dois dias em uma mula para ir ao povoado mais próximo para realizar a compra.
E assim o fez. No seu regresso, um vizinho bateu à sua porta:- Venho para perguntar se você tem um martelo para me emprestar.
- Sim, acabo de compra-lo, mas eu preciso dele para trabalhar ... já que...- Bom, mas eu o devolverei amanhã bem cedo. - Se é assim, está bom.Na manhã seguinte, como havia prometido, o vizinho bateu à porta e disse:- Olha, eu ainda preciso do martelo. Porque você não o vende para mim?- Não, eu preciso dele para trabalhar e além do mais, a casa de ferragens mais próxima está a dois dias mula de viagem. - Façamos um trato - disse o vizinho. Eu pagarei os dias de ida e volta mais o preço do martelo, já que você está sem trabalho no momento.
Que lhe parece?Realmente, isto lhe daria trabalho por mais dois dias ....aceitou. Voltou a montar na sua mula e viajou. No seu regresso, outro vizinho o esperava na porta de sua casa. O ex-porteiro abriu sua caixa de ferramentas e seu vizinho escolheu um alicate, uma chave de fenda, um martelo e uma talhadeira.
Pagou e foi embora.E nosso amigo guardou as palavras que escutara: "não disponho de tempo para viajar para fazer compras". Na viagem seguinte, arriscou um pouco mais de dinheiro trazendo mais ferramentas do que as que havia vendido. De fato, poderia economizar algum tempo em viagens. A notícia começou a se espalhar pelo povoado e muitos, querendo economizar a viagem, faziam encomendas.
Agora, como vendedor de ferramentas, uma vez por semana viajava e trazia o que precisavam seus clientes.Com o tempo, alugou um galpão para estocar as ferramentas e alguns meses depois, comprou uma vitrine e um balcão e transformou o galpão na primeira loja de ferragens do povoado. Todos estavam contentes e compravam dele. Já não viajava, os fabricantes lhe enviavam seus pedidos. Ele era um bom cliente.Com o tempo, as pessoas dos povoados vizinhos preferiam comprar na sua loja de ferragens, do que gastar dias em viagens. Um dia ele lembrou de um amigo seu que era torneiro e ferreiro e pensou que este poderia fabricar as cabeças dos martelos. E logo, por que não, as chaves de fendas, os alicates, as talhadeiras, etc.. E após foram os pregos e os parafusos...
Em poucos anos, nosso amigo se transformou, com seu trabalho, em um rico e próspero fabricante de ferramentas. Um dia decidiu doar uma escola ao povoado. Nela, além de ler e escrever, as crianças aprenderiam algum ofício. No dia da inauguração da escola, o prefeito lhe entregou as chaves da cidade, o abraçou e lhe disse:
- É com grande orgulho e gratidão que lhe pedimos que nos conceda a honra de colocar a sua assinatura na primeira página do Livro de Actas desta nova escola.
- A honra seria minha - disse o homem. Seria a coisa que mais me daria prazer, assinar o Livro, mas eu não sei ler nem escrever, sou analfabeto.
- O Senhor?!?! - disse o prefeito sem acreditar. O Senhor construiu um império industrial sem saber ler nem escrever?Estou abismado. Eu pergunto: o que teria sido do Senhor se soubesse ler e escrever?
- Isso eu posso responder - disse o homem com calma. Se eu soubesse ler e escrever ... ainda seria o porteiro do prostíbulo!
Geralmente as mudanças são vistas como adversidades.
As adversidades podem ser bênçãos.
As crises estão cheias de oportunidades.
Se alguém lhe bloquear a porta, não gaste energia com o confronto, procure as janelas.
Lembre-se da sabedoria da água:
"A água nunca discute com seus obstáculos, mas os contorna".

31 Comments:

At 13/6/06 10:20, Anonymous pequenita (quando o teu corpo e o meu) said...

"A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida está no amor que não damos, nas forças que não usamos, na prudência egoísta que nada arrisca, e que, esquivando-se do sofrimento, perdemos também a felicidade." beijocaaassss minha querida e boa semana

 
At 13/6/06 12:42, Blogger Catarino said...

Desejo-te melhoras, espero que estejas rápidamente recuperada, e sempre que precisares podes desabafar no meu cantinho, sem ter que pedir desculpas por isso...
Beijo

 
At 13/6/06 18:14, Blogger Laura Lara said...

Kalinka
Desejo-te rápidas melhoras.
Adorei a história.
Muitos beijinhos

 
At 13/6/06 21:34, Blogger sad angel said...

oi linda tudo bem?parece que nao!lamento saber,nao fazia ideia,é chato estar preso eu bem sei,detesto isso,só se nao me puder levantar da cama!obrigado pelo teu coment em meu blog,apraz-me muito saber que gostas-te e que das valor ao que escrevo pois da-me alento e força para continuar,um beijo...

 
At 14/6/06 10:40, Blogger Dilbert said...

Oi miga,
Espero que hoje a vista já esteja melhor...
Bem sábia essa sabedoria da àgua: "A água nunca discute com seus obstáculos, mas os contorna"... sei que tu partilhas deste espírito também.
Força miguinha e as melhoras.
Jokinhas

 
At 14/6/06 18:54, Blogger Periférico said...

Tenho esperança que tal como a água irás superar mais esta contrariedade! Rápidas melhoras!

Beijos

 
At 15/6/06 01:40, Blogger Lumife said...

Espero que estejas melhor e que ultrapasses mais este obstáculo.

Beijos

 
At 15/6/06 10:49, Blogger lena said...

menina linda, espero que estejas bem melhor,

queria ter poderes para pintar essa folha que nos deixas de verde, sim verde a cor da esperança

não desanimes, os dias não são todos iguais e os teus belos dias voltaram tenho a certeza, só precisas de reunir as tuas forças, eu ajudo deste lado, do lado de cá, segura a minha mão com força, tem o cheiro do mar e ele é muito forte

quanto ao que partilhas é sempre bom ler-te, este post vem com uma lição de vida excelente, adorei ler, não conhecia

vamos as duas dizer numa só voz: "A água nunca discute com seus obstáculos, mas os contorna".

e não te quer até qualquer dia quero-te já e agora, com essa força que a água também nos transmite doce Kalinka

um beijo meu e estendo os braços para te sentir e abraçar com carinho

lena

 
At 15/6/06 20:58, Blogger Isa&Luis said...

Olá menina linda,

As tuas rápidas melhoras, os dias não são todos iguais.

Muita energia e força, para que logo logo estejas aqui com os teus amigos, que gostam muito de ti.

O texto é uma lição de vida, gostei muito.

Um beijo muito grande para ti

Isa

 
At 16/6/06 08:03, Blogger Isa said...

Que se passa linda?? Fiquei preocupada...:(

Espero que recuperes rapidamente e que essas dores horríveis se vão embora...

Quanto à tua história de hoje, é comovente...uma lição de vida!
Nós somos elásticos, é o que eu digo...

Um beijo muito grande

 
At 16/6/06 09:36, Blogger jorgesteves said...

Acabei agora mesmo de ler o comment que me escreveu. Nada, no momento, tem importância ou sequer merece referência. Apenas a vontade imensa de que tudo lhe corra bem, o ânimo seja capaz de vencer todas as adversidades e humores e, sobretudo, que não perca a força de aguentar a espera da manhã que vai terminar a noite que atravessa.

uma mão amiga,
jorgesteves

 
At 16/6/06 11:38, Anonymous Lafayette said...

Ah, eu mandava o médico pra bem longe; pegava meu óculos escuros (tem proteger minimante a vista, heim!); e ia pra praia, pra praça, pro barzinho, pro cinema, pegava um DVD e ia pra casa de um(a) amigo(a), etc. etc. etc.

Tudo, menos ficar em casa!

 
At 16/6/06 17:06, Blogger Pitucha said...

Passei para te desejar bom fim-de-semana.
Beijos

 
At 16/6/06 18:26, Blogger Pink said...

Tens de fazer por te animares e elevar esse "astral"! A experiência diz-me que quando estamos muito em baixo o nosso organizmo baixa as defesas e tudo nos aparece! Por isso, amiga Kalinka: pensamente positivo ao máximo!!! Ergue-me esse queixo e olha o céu e os beirais dos telhados, nunca o chão!

Um beijinho

 
At 17/6/06 11:53, Blogger greentea said...

quando alguém nos fecha uma porta abre-se sempre uma janela...


já tive em tempos um olho fechado, tapado, eram dores horriveis e tinha de ter os dois fechados...
felizmente não foi por muito tempo.
A causa? O meu cão que saltou e quiz chamar-me com a pata - sem querer "rasgou" a pelicula que cobre o olho...


beijinhos grandes para ti - tinha estranhado não te ver mas não sabia o q se passava

 
At 17/6/06 18:09, Anonymous Descamisado said...

Positividade!! Junta-se pensamentos e intencoes positivas com idade e assim atingimos um estado de espirito que nao deixa duvidarmos que dias melhores virao e que nenhum mal nos faz mossa. Portanto queixo para cima e queixas para baixo, nada de desnimos, amiga. Olha como o Sol brilha la fora, sempre, mesmo quando as nuvens o escondem. Va là, sorri que o mundo sorri para ti... eu pelo menos sorriu. Bjs

 
At 17/6/06 18:28, Blogger AS said...

Querida Kalinka tu és como a água, contornas os obstáculos!.... A ti o desânimo não vence!...
Se precisares de um abraço, estarei aqui!...

Um beijo

 
At 17/6/06 19:01, Blogger lena said...

menina linda onde anda essa força? eu estou por aqui, nada de desânimos, sei que és capaz de ultrapassar isso
vamos mais um passo e estáa quase lá

o meu abraço sempre agarrado a ti Kalinka, querida, o meu beijo doce

lena

 
At 18/6/06 03:43, Anonymous Mily said...

Minha querida! Li um comentário teu, um pouco triste, no blog do Lumife. E vim aqui trazer meu abraço de solidariedade, e dizer que não desanime, que é apenas uma fase, e que Deus, certamente, está te carregando dentro do Seu bondoso coração, ajudando-te a atravessar esse período um pouco difícil.

É a primeira vez que aqui venho, mas tenho certeza de que és uma pessoa forte, que não desanima com facilidade, e que já deve ter enfrentado muitos problemas nessa vida. Portanto, amiga, acredite que logo tudo voltará ao normal. Siga as orientações do médico, pois ele sabe melhor o que convém nesse momento. Se não podes ler, nem ficar frente a uma tela (TV ou computador), procure ouvir música... todas aquelas que tu gostas e que nem sempre tem tempo para escutar. Procure ouvir os clássicos, música gospel, hinos religiosos... há uma infinidade de sons que poderão chegar até seu coração e trazer uma doce paz, que nesse momento é tão necessária para sua recuperação.

Desculpe chegar assim, dando orientação sobre o que deves fazer... rss, parecendo que sou uma intrometida, mas o faço na melhor das intenções, pois sei que deves ser uma pessoa maravilhosa, pelos comentários dos amigos que registram presença aqui no teu blog.

Quero juntar-me a eles, se me permite, para desejar que tenhas força para ultrapassar essa parte de tua vida.

Estarei orando pela tua saúde, como todos os teus amigos, na certeza de que Deus está cuidando de ti com muito carinho.

Deixo aqui ternos beijos, lindas flores, e muitos sorrisos, para enfeitar os teus dias, e dizer do meu carinho por ti.

 
At 18/6/06 18:02, Blogger jorgesteves said...

E, por hoje... como está a vista?
Volto, amiga!

amizade,
jorgesteves

 
At 18/6/06 18:06, Blogger lena said...

vim dizer olá, que estou aqui, não te preocupes com os comentários, quero é que fiques bem o mais breve possível

depois virás com a tua força, a força que conheço, essa força que consegue contornar os obstáculos que vão surgindo

beijinhos meus, muitos e os meus braços estão sempre estendidos para te abraçar doce menina e querida amiga

lena

 
At 19/6/06 14:35, Blogger Lumife said...

Aqui estou eu a fazer-te um pouco de companhia e desejando que estejas melhor. Que a tua força interior consiga tornear esses problemas e que voltes de novo ao nosso convivio com outro estado de alma.

Beijos.

 
At 19/6/06 19:41, Blogger peciscas said...

Pssso por aqui para te deixar um beijo de alento e ânimo, com a certeza de que dias melhores virão rapidamente.

 
At 20/6/06 14:32, Blogger Kafé Roceiro said...

Definitivamente não gosto de vê-la assim! Você colocou um texto que é otimista e suas falas não o são. Querida, amiga, use e abuse de seus amigos virtuais e dos que estão aí também. Não fiques só. Quando estamos tristes não é bom ficarmos sós.
Mil beijos,
Kafé.
O que queres que coloque para você ficar mais alegre. DIga um filme, um autor, o que quiser.

 
At 21/6/06 01:26, Blogger Aleisa said...

Vim só deixar um grande beijo...

 
At 21/6/06 09:12, Blogger Isa&Luis said...

Bom dia querida Kalinha,

Que o dia de hoje seja muito melhor do que o de ontem.

Que te sintas com mais força e energia, tu és forte, vais dar a volta por cima.

Muitos beijinhos para ti

Isa

 
At 21/6/06 11:47, Anonymous pequenita (quando o teu corpo e o meu) said...

sob os meus dedos um sinal de fogo
a labareda que consome a tarde
a geada que se espalha nos cabelos
e como um lenho velho o tempo arde

posso escrever a monografia lenta
do vento nos gemidos de um moinho
a esmagar a semente do tédio
devagar somo se segredasse mistérios

posso evocar o riso adolescente
soltar as tranças do primeiro beijo
tecer grinaldas de leves açucenas
deixar que as pálpebras se fechem
sob o sol dourado do desejo

posso pintar o céu de alazões rubros
despertar vendavais nos nossos dias
posso inventar a síntese do ciúme
a raíz quadrada da inquietude
o almiscarado desejo do teu corpo

lavrar o incêndio último dos corpos
e depois deixar que a neve cubra tudo
do mais branco silêncio...

beijuuuuu :o) pequeninita

 
At 21/6/06 12:21, Blogger Caracolinha said...

Bom dia querida amiga ... adorei a última frase que nos deixaste ... vou pensar nela sempre, acredita ... na vida há que viver assim, um dia atrás do outro e pensar que, o que hoje pode parecer cinzento, amanhã pode já estar pintado com as mais bonitas cores ... :)

Beijoca encaracolada :)

 
At 21/6/06 15:31, Blogger Ana said...

Amiga Kalinka

Que possas aproveitar a adversidade para dela sair mais forte. Sinto a tua falta e espero o teu regresso em breve.
Um beijo.

 
At 21/6/06 18:22, Blogger Isa said...

Espero que tenhas melhorado!

Beijinhos

 
At 28/6/06 12:51, Anonymous margpat said...

Espero que tudo passe depressa,é lindo o que escreves, mais uma vez nos deixas de boca aberta, tens de seguir aquilo que escreves, verás que tudo será mais fácil.
Beijos muitos e muita saúde que virá, tenho a certeza.

margpat

 

Enviar um comentário

<< Home