segunda-feira, dezembro 25, 2006

Natal...já não é o que era!!!


Mais uma noite de
consoada que passa
num abrir e fechar
de olhos...
Centenas de pessoas
que deixam suas casas,
se metem à estrada
para estarem junto
de familiares próximos.
(até o boneco de neve parece estar enregelado, coitado...as temperaturas estão muito baixas, o frio aperta)
Caixas e embrulhos nas mãos das pessoas, são prendas e mais prendas.
Em Portugal, a tradição repete-se um pouco por todo o país, embora nas grandes cidades tudo se passe numa atmosfera essencialmente cosmopolita. Nesta noite do dia vinte e quatro, toda a família se reúne. Sensivelmente por volta das vinte e uma horas, a grande família reencontra-se à mesa: Come-se o tradicional «Bacalhau à Portuguesa»: bacalhau cozido, batatas, couve portuguesa, cenouras e ovos. Tudo, acompanhado generosamente pelo bom azeite, vinagre; há quem goste de temperar com um pouco de pimenta e alho.
Aqui começa a «desgraça dos mais pequenos», qual é a criança que gosta de comer bacalhau? Mas, os Pais não pensam nisso...e, como se faz o bacalhau para todos os adultos, as crianças acabam por estar a fazer um frete quando alguém os obriga a comer «aquilo»...
Chega então a sobremesa! Uma enorme mesa, pródiga das mais belas iguarias da doçaria portuguesa: rabanadas, coscorões, filhozes, aletria polvilhada e aromatizada com canela, sonhos, pudim conventual de ovos... Excêntricos requintes para o paladar! O célebre Bolo-Rei partilha desta tradição e os mais velhos e apreciadores acompanham-no com um cálice de perfumado vinho do Porto.
MAS...
incomoda ver a maioria das pessoas a comer à pressa, é assim que estão habituados a comer e não há diálogo, é despachar, para arrumar a mesa, lavar as louças...e,
as crianças sentem a tão habitual «falta de atenção» para com elas e, começam a fazer birras, por isto ou por aquilo, porque não dormiram a sesta...enfim...e, quando há mais crianças juntas, uns de tão excitados que estão gritam, correm e põem as outras crianças também excitadas e... insuportáveis de aturar.
Acontece que os Paisinhos começam a perder a paciência e... olham um para o outro e dizem: é melhor começar a entrega das prendas!!!
Então, pelas 10h 30m faz-se de conta que alguém bate à porta... e o Pai Natal - um familiar disfarçado por trás de uma longa barba branca e vestido a rigor - faz a sua entrada, soltando o tradicional e esfuziante: - Ho! Ho! Ho!
Só que, estas crianças de hoje, já nascem de olhos bem abertos e, com apenas 4 anos, a Catarina...olha bem para o «tal Pai Natal» e diz:
- é o meu Pai...!!!
um silêncio corta a esfusiante excitação de todos que pensavam que ela ia acreditar naquela fantasia. Mas, observadora como ela é, diz muito rapidamente: já disse que é o meu Pai, eu estou a ver os sapatos dele!!!
...
...algumas vozes se levantam e tentam explicar que o Pai Natal deve ter comprado uns sapatos iguais ao do Pai dela...mas, ela não se deixa enganar.
Vejam só o detalhe do «pormenor»...
No ano passado, com os seus 3 aninhos, ela acreditou piamente na história.
Fecha-se a porta, chama-se a Catarina para a sala, para ver as prendas e, alguém avisa o Pai que vá mudar de sapatos antes de aparecer diante da sua pequena filha de 4 anos, mas já tão perspicaz.
Ele - o verdadeiro Pai, assim fez e foi calçar uns ténis brancos que contrastavam com os tais sapatos pretos que «ela» conheceu; chega perto de sua filha que já estava entusiasmada a abrir os presentes do Pai Natal e, ela diz-lhe: mostra os teus sapatos e ele mostra e, ela fica com ar de quem irá acreditar ou não!!!
Para o ano outro alguém terá que fazer de «Pai Natal» porque ela irá lembrar-se do que aconteceu e olhará para todos os lados para ver se o Pai está em casa...
Segue-se a abertura das prendas e...são tantas que as crianças acabam de rasgar um embrulho e já querem rasgar o próximo...sem ver o que estava dentro daquele embrulho que acabou de abrir...
Não...não gosto desta parte.
Não concordo com o exagero de prendas e todas no mesmo dia, à mesma hora...eu prefiro dar uma prenda cada mês do ano do que 10 para serem abertas em 10 minutos...as crianças não dão valor a isso!!!
Perde a graça toda.
Depois, cada um regressa a suas casas...
É a isto que se chama «reunião de família»?
É a isto que dizem ser o «espírito de Natal»?
Gostaria de acreditar que a minha visão do período natalino possa mudar um pouco no futuro; no entanto, acredito que nunca irei ter paciência para o consumismo desenfreado da época, para as enormes filas nos centros comerciais, para o cinismo familiar e para discuros hipócritas sobre paz e fraternidade.
É pena que os sentimentos de harmonia e as doações para os pobrezinhos durem apenas uma quinzena, em todo o lado, até nos canais de televisão fazem o mesmo, só nesta época do ano apelam às campanhas de sensibilização...afinal, quem dá o exemplo?
No dia 26 de Dezembro já está tudo esquecido, viramos a cara à pobreza e estamos prontos para espezinhar quem se cruze no nosso caminho.
Sempre me irei irritar com o Natal das mesas exageradamente fartas e do excesso de brinquedos caros oferecidos a crianças cada vez mais egoístas e materialistas. Lá fora no frio, existirão sempre pessoas que irão apenas comer uma sopa e que não poderão oferecer nada aos seus filhos. Era isto que que Jesus queria para o nosso mundo, quando nasceu neste dia? Recuso-me a acreditar que sim...
Seja como for, e como todos não podem partilhar das mesmas ideias que eu, gostaria de desejar um Feliz Natal para todos os meus amigos, comentadores e leitores deste modesto blogue.

e, para o Ano há mais...

45 Comments:

At 25/12/06 17:15, Blogger Maria said...

Kalinka
Muito obrigada por este texto tão lúcido.
Jamais me atreveria a escrevê-lo no blog, nem sei bem porquê...
Mas penso exactamente como tu e, se me permites, assino por baixo.

Prefiro desejar um bom ano de 2007...

Para ti um abraço amigo!

 
At 25/12/06 22:43, Blogger amigona said...

Tal e qual minha amiga,tal e qual...beijo,com amizade...

 
At 26/12/06 00:05, Blogger Maria said...

Kalinka
Obrigada por me teres visitado.
Não tenho medo de comentários. Penso que os blogs são nossos e de quem os lê. Quem não gostar, ou sai respeitosamente (como eu faço) ou lança polémica educada (raramente o faço) ou felicita/critica quem escreveu (estando ou não de acordo).
Gosto demais de crianças (demais?, nunca se gosta demais de crianças) para aceitar as várias hipocrisias deste Mundo e, neste caso, deste pequeno mundo que é o nosso país (ou a nossa casa).
Fazem-se tréguas de 24 horas para no dia a seguir voltar tudo ao mesmo...
Que país é este? Que sociedade é esta?
Penso como tu, sim. A vários níveis, como já percebi pelo teu blog.
Desejo-te um bom ano de 2007, extensivo à tua família e NETA!

Um abraço e desculpa o desabafo.

 
At 26/12/06 01:13, Blogger perola&granito said...

Obrigada igualmente

 
At 26/12/06 08:46, Blogger Alexandre said...

Olá!!!!

Uma das mais perfeitas descrições daquilo que hoje em dia é o Natal!!! Perfeito o teu texto, diria mais, sublime!!!!! Lindamente! Também hoje vou postar algo que tem a ver com o outro lado do Natal, aquele que queremos ignorar mas que se repete todos os anos.

Obrigado pelas Boas Festas. Para ti também tudo de bom nesta quadra e... sempre!!!

Beijinhos!!!! Muitos!!!!

 
At 26/12/06 08:57, Blogger pintoribeiro said...

Seja.

 
At 26/12/06 10:14, Blogger CarpeDiemBeHappy said...

Olá Kalinka!! Espero que o Tenha passado um Feliz Natal!!

Concordo com tudo que aqui diz. Esta sociedade em que vivemos cada vez mais está a ficar mais materialista. O espírito Natalício, esse só dura 1 ou 2 dias, e em muitas famílias nem o real valor dão, pena que assim seja, pois a entreajuda deveria ser durante todo o ano.
E é bem verdade, a quantidade de brinquedos que as crianças recebem e que não dão valor era de evitar...

Beijinhos!!

 
At 26/12/06 10:42, Blogger António Rosa said...

Excelente post. Um abraço.

 
At 26/12/06 12:49, Blogger naturalissima said...

BONITO!
Deixo-te um beijo enorme e especial por esta época festiva!
Desejo-te um ano cheio de amor, saúde, bom senso, uma grande dose de humanismo...

Daniela

 
At 26/12/06 13:06, Blogger PiresF said...

Concordando com muito do que dizes, a esmagadora maioria das pessoas festeja o Natal como uma festa de família e, se isso servir para que haja mais fraternidade e união entre as pessoas, para as fazer felizes e rever entes queridos, então, já vale a pena.


Agora que o Natal passou, desejo que o Novo Ano te traga as realizações sonhadas.

Abraço.

 
At 26/12/06 13:40, Blogger Pé de Salsa said...

Bom dia Kalinka,

Conseguiste descrever com alguma dureza (a verdade às vezes também é dura) mas também com imensa graça, a realidade do Natal dos dias de hoje. E o pior é que quase todos nós concordamos ser errado mas nada fazemos para alterar o seu rumo.

Para os visitantes deste teu delicioso espaço (e porque tem a ver com o que escreveste), sugiro a leitura de um texto do qual gostei muito "NATAL DOS SIMPLES" no

http://noticiasdaaldeia.blogspot.com/

Um beijinho para ti e tudo de bom.

 
At 26/12/06 15:24, Blogger amigona said...

Claro que estás, minha amiga! Claro que estás!!!! Procura aquele pai natal que colocaste a 20 de Dezembro. Foi com ele que te baptizei!
Como poderias não estar na minha galeria? Beijo e fica bem...

 
At 26/12/06 16:21, Anonymous J.Soares said...

Há muito que eu tenho alguma dificuldade em assitir à adulteração do espírito de Natal. Há quem diga que são os tempos de hoje. Se são, então a tradição já não é o que era.
Como sempre, é um excelente post e acredite que há mais a pensar da mesma maneira, embora se possa pensar o contrário.
Um novo ano está a chegar e há que aproveitá-lo. BOM ANO.

 
At 26/12/06 16:45, Blogger bettips said...

Os papéis amarrotados, a comida de se deita fora... Como julgamos estar sós e estranhos e como disseste tudo o que penso! Se formos muitos talvez nos possamos associar... Sublinhando "amor" e doseando o consumismo. Deixo-te um abraço amigo.

 
At 26/12/06 19:26, Blogger Daniel Aladiah said...

Sim, vivemos num mundo de excessos, que a riqueza nos trouxe. Iremos ajustar-nos a bem ou a mal a outras formas de estar, mas a evolução não se faz num ano.
Tudo de bom para 2007!
um beijo
Daniel

 
At 27/12/06 08:50, Blogger Frioleiras said...

BOM ANO !!!
Paz,
Saúde,
Amor,
Amizades,
Magia,
Arte
e
Música !!!

 
At 27/12/06 09:12, Blogger Rafeiro Perfumado said...

Excelente retrato... eu tb duvidei do espírito natalício qd vi os meus sobrinhos quase rasgarem as prendas com os dentes, atirando os presentes para um monte. Curiosamente agora que estão mais crescidinhos começam a gostar igualmente de serem eles a distribuirem os presentes, observando a reacção das pessoas, e tendo prazer nisso. Talvez ainda haja esperança... Bom Natal!

 
At 27/12/06 09:49, Blogger LUA DE LOBOS said...

Um novo ano repleto de Felicidade
xi
maria de são pedro

 
At 27/12/06 13:42, Blogger Guilherme F. said...

Já nada (quase nada) é o que era. Mas existem aqueles que fazem perdurar os pequenos momentos da infância em pequenas coisas que renovam: os sentimentais.
Gostei das palavras.
bj
Gui
coisasdagaveta.blogs.sapt.pt

 
At 27/12/06 14:14, Blogger rouxinol de Bernardim said...

QUE EM 2007 O NATAL SEJA TODOS OS DIAS!!!

PARA SI E PARA TODOS OS SEUS VOTOS DE FELIZ ANO 2007

ROUXINOL DE BERNARDIM

 
At 27/12/06 17:42, Blogger girassol said...

Aqui, assim, Apeteço-te Felizes todos os dias, que não só estes em que todos transpiram a euforia que no resto do ano retraem dentro de si próprios.
É preciso construir os dias na Esperança de que a Luz faça o caminho para a Felicidade.

Um beijo.

(hei-de voltar. têm sido tempos muuuuuuuuito atarefados, como se percebe pelas mudanças que anuncio, mas tudo está indo ao lugar, voltando ao sossego...)

 
At 27/12/06 18:53, Blogger Amaral said...

Pois, para o ano há mais, com as mesmas características, os mesmos exageros, a mesma balbúrdia...
Porque nunca se "aprende" este Natal as lições a tirar para o Natal do próximo ano!
Mas, também porque a vida é uma recriação sucessiva e eterna, o ano de 2007 será diferente, ainda que semelhante nalguns pormenores...

 
At 27/12/06 18:55, Blogger Ana Patudos said...

As tuas palavras são o espelho da nossa pequena sociedade consumista que me faz enorme aflição.
A minha noite de Natal só é importante por duas coisas:
- o nascinento de Jesus
- o aniversário da minha mãe que completou o seu 84º aniversário com saúde qb e alegria de viver .
FELIZ 2007 E QUE OS TEUS SONHOS SE CONCRETIZEM COM SAÚDE.
BEIJOS
ANA PAULA

 
At 27/12/06 19:03, Blogger mfc said...

Preferia que não houvesse quadra natalícia... mas Natal a sério!
Toma um beijo.

 
At 27/12/06 19:11, Blogger poeta_silente said...

Querida!
Sabes o que eu vivenciei neste Natal? Exatamente o contrário do que aqui está postado. Eu vivenciei um Natal em família com poucas pessoas, nenhuma criança, muita paz, pouco dinheiro, nada ou quase nada de prendas e muito, mas muito riso. Isto mesmo! Ri por demais.. muitas brincadeiras, muita afinidade entre os poucos participantes deste festa, onde o Aniversariante era o Cristo Jesus.
E, aqui, neste minuto, eu desejo que todos possam vivenciar a mesma situação no próximo ano.
Feliz Natal, amiga. E um ano repleto de bençãos.
Parabéns pela esplêndida forma como colocaste os erros da sociedade atual. Os erros do ser humano e da sociedade que pensa ser o "ter" a forma mais real de festejarmos o Natal. Eu, com minha família, por estarmos numa situação onde o dinheiro deve ser controlado, vivi o "ser", em plenitude. Isto é: "Ser em JESUS".
Beijos ternos e obrigada pela visita.
Um abraço especial, para uma amiga especial.
Miriam

 
At 27/12/06 20:26, Blogger Desambientado said...

Venho agradecer a simpática visita.

Passado que é o Natal, resta-me desejar-te umas boas entradas em 2007. Que realizes todos os teus sonhos nesse ano.

Félix

 
At 27/12/06 22:36, Blogger José Alberto Mostardinha said...

Olá Kalinka:

Venho desejar-te uma passagem de ano com óptima disposição.
Que 2007 te propicione todas as metas que para ele tens traçadas.
Muita saúde e felicidade.


Um beijinho,

 
At 27/12/06 23:37, Blogger Lumen Origine said...

Que em 2007 sejas um ser ainda mais consciente em todas as tuas acções e pensamentos para que todos juntos na nossa Nave Terra possamos elevar a vibração do mundo a um nível mais luminoso, mais ecológico e sustentável...

Um bom ano Terrestre em 2007 para ti.

 
At 27/12/06 23:59, Blogger veritas said...

Olá!

Também eu já me revoltei...subscrevo tudo o que descreves...

Bjs. Vamos continuar a acreditar nos nossos valores!

 
At 28/12/06 00:12, Blogger .*.Magia.*. said...

Li atentamente, concordo e pergunto onde se assina...

Muito bem descrito e muito bem conseguida esta visão Natalícia!

Cheers

 
At 28/12/06 01:43, Blogger lucy said...

Kalinka,

Sem tirar nem pôr, todos os natais das famílias são fotocópias...
Mas este ano ouvi mais queixas: "acabou´", "não há mais prendas", "não aguento a pressão", etc.

Eu só tenho vontade de sair para o deserto!
Penso que em breve tudo mudará. Já não há pachorra que aguente...

Um Bom Ano para ti e toda a tua família.

 
At 28/12/06 10:23, Blogger Rosario Andrade said...

Bom dia Kalinka!
Concordo contigo, e é por isso que nao gosto do Natal. Quem tem fome, continua a ter fome, quem nao tem continua na mesma. As consciencias repousam durante um ano inteirinho!
Os putos sao iniciados no torpor do consumismo. Eu, se alguma vez tiver criancas, se quiserem ter pprendas no Natal, têm de primeiro seleccionar os brinquedos que já nao usam e levar a meninos que nao tem as mesmas possibilidades.
Que o Ano Novo seja repleto de alegrias!
Bjicos

 
At 28/12/06 12:14, Blogger legivel said...

Agradeço e retribuo a tua visita ao meu blog, tal como os desejos de Bom Ano Novo.

beijos.

 
At 28/12/06 13:02, Blogger delfim peixoto said...

Bom Ano...
jnhs

 
At 28/12/06 13:24, Blogger A COR DO MAR said...

Oi Kalinka, deixo para ti os meus desejos de que o ano de 2007 seja para ti mais Feliz ainda.
Beijoca*

 
At 28/12/06 13:45, Anonymous Daniela Mann said...

______0___o__o__o0_0__o_o__0
_____0___o__o_o__0_0__o___o__0
____0_o___o___o__0_0___o___o__0
____00o0000o00o0o0_0o00o00oo0oo0
___o00o0o00000o000_00o0o00o0o00o0
___00000o000o000o0_000o000o0000o0
___0o00oo00o0o00o0__0000o0o0o00o00
___0o0o00000o00o0___000o0o0o0o0o00
____0o0o0000o0o0_____000o0o00o00o0
_____0000o0000________ 00o000o000
______0000000___________0000000
________00__________________00
_______00____________________00
______00______________________00
_____00_______TIM_TIM__________00
____00___FELIZ 2007______ _____ ___00
_000000________________________000000

 
At 28/12/06 15:07, Blogger Fúria das Águas said...

Minha amiga, vim te desejar um ótimo final de ano e que o ano que começa seja palco de todas as tuas realizações.
Um beijo

Fica bem
Furia

 
At 28/12/06 19:53, Blogger Mocho Falante said...

Querida Kalinka...vim desejar-te um fantástico 2007, cheio de vida e alegria

beijocas e até para o ano

 
At 28/12/06 22:43, Blogger chuvamiuda said...

....................

já foi sim


FANTÁSTICO 2007

Beijinhos e noite serena

 
At 29/12/06 11:20, Blogger Isabel-F. said...

Kalinka,

Para ti, um Ano Novo muito feliz, cheio de venturas, de saúde, junto das pessoas que amas.
Um beijo meu, e o meu carinho,
Isabel Filipe

 
At 29/12/06 11:46, Blogger Naeno said...

Criança leva tão a sério o Natal que já começa, muito mais cedo a desconfiar que Papai Noel, tem uma carteira, um talonário de cheques, um cartão de crédito, e se assemelha em tudo com o próprio pai.
Mas vamos seguir, um ano novo já vem, e chegará fatalmente, isso independe de nós e virá como quer, como vier. Nós é que por precaução, pelos desencontros, as dores, as mágoas, experimentadas, ficamos a torcer para que ele seja bom. E este, será. Com fé em Deus, será.

Um beijo

Naeno

 
At 29/12/06 16:51, Anonymous Jofre Alves said...

No Minho temos um ditado popular que diz que «maior é o ano que o mês», por isso desejo a maior felicidade para o ano 2007.

 
At 29/12/06 18:07, Blogger peciscas said...

Apesar destas coisas cheirarem sempre a protocolo e a rotina, não quero deixar de te desejar um 2007 cheio de PAS, SAÚDE , ALEGRIA.

 
At 29/12/06 20:46, Blogger o alquimista said...

Após em interegno obrigatório chego na saudade e deixo-te um sortilégio para iluminar o caminho até ao Alquimista onde te espero com ternura...

Mágico beijo

 
At 29/12/06 21:43, Blogger lena said...

excelente texto que li Kalinka, assino e concordo com tudo

onde anda o Natal se ele deve ser todos os dias?

com a ternura de sempre abraço-te carinhosamente e deixo-te um beijo meu, menina linda

lena

 

Enviar um comentário

<< Home