sábado, janeiro 07, 2006

Caminhando...sobre nada...!!!


COMEÇOU UM NOVO ANO - 2006
Nos últimos dias, a minha vida tem-se resumido a caminhar sem destino, sem nada... fui vítima de uma negligência médica que me fez estar entre a Vida e a Morte.
O choque foi demasiado grande para poder ter alguma reacção ao sucedido...mas, agora, conforme os minutos, as horas e os dias vão passando, começam a vir à minha memória várias situações que me deixam ficar com diversos e controversos sentimentos.
Não sei ainda defini-los um a um, mas uma coisa é certa, vivo hoje com uma imensa decepção em relação a tudo.
É incrível como num instante parece termos toda uma vida à nossa frente e no seguinte o mundo insiste em nos tirar o tapete debaixo dos pés e fazer com que todos os nossos sonhos se esfumem no vazio. A morte, quando chega de mansinho no culminar de uma vida plena é difícil de encarar, mas quando é usurpada de forma abrupta, pela mão de um ser humano que tem nas suas mãos a responsabilidade de várias vidas, um homem igual a todos os seres humanos, um profissional da saúde, é ainda mais revoltante...
Tendo consciência da óptima evolução na área da medicina, em todo o Mundo, inclusivé cá em Portugal, não há simplesmente argumentos que possam calar a minha revolta.
O que existe é seres humanos inconscientes, irresponsáveis, e que se acham os melhores na sua área, nunca duvidando do que dizem, e não querendo que alguém lhes faça frente com alguma duvida ou questão, e eu sei bem do que falo...
Quando procuramos no dicionário a palavra decepção, encontramos desilusão, desengano. Uma pessoa decepcionada, desiludida, pode alojar dentro de si feridas seríssimas, amarguras, tornando-a isolada, pois acaba tendo dificuldade de confiar novamente em alguém. A maioria das pessoas que se desviaram tem uma decepção, uma desilusão para relatar. Onde estiver o ser humano haverá riscos de desilusão.
Talvez neste momento eu esteja profundamente magoada com alguém, e por causa disso vejo-me sem esperança, sem ânimo, sem vontade de perdoar...
Mas...perdoar? Como...? A quem me estava a fazer tanto mal, e eu sempre contrapondo e dizendo que não me estava a sentir bem...vozes de burro não chegam ao céu, eu sei, mas era a minha vida que estava em jogo, e não se brinca nem com a vida nem com a saúde das pessoas...!!!
Ninguém tem esse direito.
Nota: percebem agora a minha ausência deste espaço por vários dias?
Pois, não foi fácil nem está a ser fácil...

23 Comments:

At 7/1/06 15:49, Blogger Pink said...

Se agora ainda te encontras viva, agradece por isso! Não digo que cales a tua revolta, acho mesmo que não o deves fazer, que a deves exprimir e se possível fazer uma queixa formal de quem foi negligente e pôs a tu vida em risco. Apenas quero dizer que tentes serenar um pouco pensando que se calhar o teu anjo da guarda estava atento e por isso estás aqui ainda e podes protestar! :-)

Desejo-te uma recuperação plena.
Um beijo

 
At 7/1/06 19:00, Blogger Cristina said...

Queria Kalinka,
Sinto muito pelo que te aconteceu, mas o que interessa agora é que já deram com o problema e de certeza que voltarás ao normal.
Tens que ter força de vontade também para recuperar.
Os meus votos das tuas melhoras amiga, e muita forçaaaaaa
:)
Um beijinhu grande para ti

 
At 7/1/06 19:28, Blogger peciscas said...

Percebo agora a dimensão daquilo que te aconteceu e entendo o teu estado de espírito.
É, de facto, terrível, a auto-suficiência e até a arrogância de alguns elementos da classe médica. E também o modo como corporativamente se autoprotegem, escapando, quase sempre,às consequências da sua negligência.
Mas, como a pink disse, é preciso ousar enfrentá-los e fazê-los assumir a sua incompetência. Se isso acontece em quase todas as outras profissões, por que não na deles?
Mas o que interessa é que estás a recuperar.
E tenta, amiga, extrair desse acontecimento lamentável um lado positivo: aproveitar, a partir de agora, cada segundo da vida,precisamente porque sabes, ainda melhor, que ela é um bem precioso e irrepetível.
Um beijo solidário.

 
At 7/1/06 20:26, Blogger perola&granito said...

Li-te e não pelos mesmos motivos, amanha tb já conto recomeçar, mas claro q ausencia tb tem explicação. (antes fossem férias)Um gd beijinho.
Perola

 
At 7/1/06 20:28, Blogger Isabel-F. said...

Querida Kalinka...

Tudo o que havia a ser dito já o foi...
não deixes de apresentar uma queixa formal...
e pensa no lado positivo...
estás aqui...e é isso que interessa...
força...e deita para trás das costas os maus fluidos...

Beijoka

 
At 7/1/06 20:43, Blogger Patrícia Posse said...

O importante é k mesmo caminhando sobre o nada ñ deixemos de caminhar ;) As decepções sao dificeis d ultrapassar sobretd qd mexem connosco d uma forma tao profunda, mas há k penser em recuperar o qt antes p dp fzr os responsaveis pagar pela negligencia
desejo-lhe as melhoras e o qt antes possa escrever sem essa revolta plenamente legitima.
***

 
At 8/1/06 01:07, Blogger Amaral said...

Cara amiga, hoje parece que o Universo se está a comunicar comigo duma maneira especial. Há pouco, soube de que algo está a passar-se de grave com a Nina ("momentUS"); agora, és tu que me dás nova notícia desagradável.
Kalinka, nada sei que tu não saibas! O que te aconteceu, ou está a acontecer, só tu o podes avaliar. Negligência, principalmente na área da saúde, é intolerável e inaceitável. NÃO PODE ACONTECER! Pura e simplesmente, eu DEFENDO que NÃO PODE ACONTECER! Nãda justifica uma negligência que ponha em perigo a saúde dum doente! Nada!
Outra coisa que te queria dizer era que, TAMBÉM este acontecimento é um "desafio" para ti. Através dele, vais "dar uma resposta" à tua capacidade de "ver", "sentir" e "aceitar" o que a Vida te está a propôr. São estar circunstâncias que te vão permitir verificar o estado de crescimento espiritual em que te encontras. O que te manda fazer o teu ego?... O que te ordena a tua mente?... O que "queres ser" face ao sucedido?... Que parte do teu ser vais fazer ouvir em voz alta?... Não estás sozinha, Kalinka! Estás profundamente ligada a uma realidade maior, e nada do que aconteceu, ou vai acontecer, deixou de ter a "tua participação"-
Não esqueças que estou(amos) contigo!

 
At 8/1/06 01:41, Blogger margusta said...

Kalinka,
...venho visitar-te pela segunda vez e...eu estou como o Amaral...que se passa hoje?...já passei em mais que um blog em que a doença está presente...
A Nina do "Momentus" que eu não conhecia até hoje e fui lá parar por acaso fez-me chorar...
Kalinka espero que já estejas em franca recuperação.
Um beijo e um bom Domingo.

 
At 8/1/06 15:45, Blogger lena said...

não é a primeira vez que entro aqui, hoje li-te e arrepiei-me,
não costumo comentar, em silêncio saboreio tudo o que vais partilhando, hoje foi diferente, resolvi comentar, dar-te um abraço e nesse abraço a força necessária para seguires em frente, não baixes os braços e luta, sei que vais precisar de muita força, mas não desistas, caminha sempre, aos poucos estarás aqui de novo com essa força que já conheço pelo que vais partilhando aqui, neste teu cantinho cheio de muita beleza interior também

fica um beijo meu e continuarei por cá, a ler-te como sempre o fiz

lena

 
At 8/1/06 20:04, Blogger Ana said...

Amiga Kalinka
Fiquei triste e revoltada com o que dizes.
Não basta que a doença chegue quando menos se espera, pior é quando percebemos que aqueles em quem confiamos a vida não saibam, ou não se interessem o suficiente, em cumprir aquilo que deles esperamos como dever a que se propuseram.
Que estejas melhor e seja apenas um mau bocado que ultrapasses o mais rápido possível.
Aqui fica o meu abraço solidário.

 
At 8/1/06 20:24, Blogger Kalinka said...

OBRIGADO A TODOS PELAS PALAVRAS DE APOIO, num momento tão difícil como este:
PINK - Sim, o meu anjo da guarda estava atento e presente no momento certo, felizmente.
CRIS - Força de vontade eu tenho, é o que mais quero na vida, é recuperar, mas...muita gente não sabe as mazelas que ficam cá dentro, não só a nível psicológico, mas mais ainda a nível físico...
PECISCAS - As tuas palavras tiveram um gostinho doce, e obrigado pelo beijo solidário. Foi tudo verdade o que escreveste.
ISABEL F. - Obrigado Amiga, vou ter sempre presente o lado positivo, pois de coisas negativas já estou mais que farta...Possas!

 
At 8/1/06 20:34, Blogger Kalinka said...

MUITO OBRIGADO PELA VOSSA PREOCUPAÇÃO E PALAVRAS DE CARINHO:
PATRÍCIA - é sim, uma grande revolta plenamente legítima, mas se Deus me ajudar eu vou dar a volta por cima, confio em mim!!!
AMARAL - Sim, é intolerável e inaceitável, daí a minha revolta, pois desde o início k eu ia dizendo que as coisas ñ estavam a correr bem e nunca fui ouvida, como se fosse mais um número de processo de uma doente e não um ser humano que se lastima...enfim!
Obrigado pelas belas palavras.
MARGUSTA - obrigado pela 2ª vinda aqui, embora seja nas circunstâncias que foram, mas a recuperação será muito lenta e só dentro de 6 meses saberemos se tudo fica bem ou muita coisa fica pior ainda...infelizmente.

 
At 8/1/06 21:41, Blogger Luís Monteiro da Cunha said...

Hahahaha... rio-me!

A sério!
Estou a rir e com satisfação...
"Deve ser parvo" - Não é o que estás a pensar?
Eu explico porque estou contente...

Porque estou a ler-te... a tua revolta! a tua desilusão! os teus gritos! a tua dor! o teu desalento para com os profissionais de saude... E se estás a comunicar comigo, nem tudo vai mal no reino da Dinamarca!

Claro que te lamento a situação que viveste... que estou solidário contigo... já o sabes!

Mas águas passadas não movem moinhos e o mais importante é tão somente o facto de que estás aqui na plenitude das tuas faculdades...

E por isso estou feliz por ti... e sorrio de prazer, por te ler.

Não me leves a mal... quero ler-te por muito tempo ainda e sorrir sempre que possivel.

Boa semana

Beijo terno

 
At 8/1/06 22:19, Blogger SaltaPocinhas said...

eu percebi que deve ter sido um qualquer (e infelizmente não pouco comum) erro médico, mas afinal o que te aconteceu? E agora, estás bem? Espero que sim, que tudo tenha sido ultrapassado.

 
At 8/1/06 22:55, Blogger Kalinka said...

LENA:
Sabe sempre bem ler palavras como as tuas, pois já «espreitavas em silêncio o meu cantinho» e eu nem suspeitava!
Obrigado pelo abraço e pela força!
Fico feliz por achares k o meu cantinho tem muita beleza interior, adorei ler. Beijos.
ANA:
Obrigado pelo abraço solidário...deves saber tão bem como eu, a pancada que senti por tudo isto acontecer, estou muito frágil e, ainda é difícil ouvir as pessoas dizerem-me: Força! É muito cedo ainda. Obrigado pelo apoio. Beijo de saudades.

 
At 9/1/06 09:55, Blogger Miguel said...

Kalinka,

Percebemos e compreendemos!
Cara amiga, compreendo todos os teus sentimentos pq tb já passei por uma situação semelhante que infelizmente foi ainda mais grave!

Eu sei que a revolta é enorme mas agora o sentido é avançar no caminho da estabilização e voltares á normalidade!

Põe para atrás das costas, todas as situações desagradaveis e força amiga!

Volta a agarrar a alegria da Vida!
A vida é uma Dádiva!

Um abraço cheio de força e
Mil Bjks da Matilde

 
At 9/1/06 10:00, Blogger Pitucha said...

Kalinka
Antes de partir para Bruxelas só tenho tempo pata te dizer que adorei estar contigo e que te desejo um 2006 cheio de coisas boas porque tu mereces!
Força.
Um beijo

 
At 9/1/06 11:27, Blogger Periférico said...

Kalinka,

desejo-te um total e rápido restabelecimento!

Força Menina, estás viva é o que interessa!:-)

Beijos

 
At 10/1/06 14:07, Anonymous Anónimo said...

Kalinka:desculpa ter estado tantos dias sem entrar neste teu cantinho k tanto gosto, mas,pelo motivo k tu sabes,n/tive oportunidade. Agora já compreendi um pouco da gravidade da situação.Como há pouco te disse,tenho pena de estar longe, não poder visitar-te, fazer-te companhia... e acredita que quero muito conhecer-te, amiguinha...que do longe faço perto.
Neste momento o que mais importa é a tua recuperação e se há algo em que eu possa ajudar, conta comigo, com absoluta incondicionalidade.
Vou estar mais presente e falaremos sempre que tu queiras.Deixo-te um grande xi do coração. Ju

 
At 10/1/06 22:41, Blogger Kalinka said...

BUFAGATO:
Também quero escrever por muito tempo e será bom sinal se me leres por muito tempo...beijokas.

SALTAPOCINHAS:
Não estou nada bem, estou com atestado médico e a coisa promete demorar...foi muito pior do k vocês podem imaginar, mas...enfim, melhores dias virão, espero eu.

MIGUEL:
Bem quero voltar a agarrar a Alegria da Vida, assim Deus mo permita. Beijokinhas doces à Matilde.

 
At 10/1/06 22:45, Blogger Kalinka said...

PITUCHA
PERIFÉRICO
Muito obrigado pelas vossas palavras de apoio. Beijokas.

JU:
começo por dizer k não precisas de pedir desculpas, a vida é assim, nem sempre nos proporciona aquilo k keremos, tempo para fazer outras coisas sem ser trabalho, trabalho.
Eu tb tenho pena de estar longe de ti, mas...havemos de nos visitar.
Quanto à tua oferta de disponibilidade para me dares apoio, agradeço do fundo do coração. Beijokas.

 
At 11/1/06 22:18, Blogger Luís Monteiro da Cunha said...

Humildes desculpas, cara Kalinka!

Depois de te ler e postar o meu comentário, por causa da negligência médica... fui assaltado por uma dúvida!

Não me conheces e não sabes o que penso e como penso.

Quando comento, baseio-me no tema exposto e daí retiro as minhas ilações, ficando com a ideia geral do que hei-de comentar... porque se por acaso começo por ler o que comentam os outros... acabo por nada comentar, pois não gosto de repetir chavões!

Depois de formular e postar o coment... li os outros e as respostas que lhes davas, e...
aqui começa o busílis da questão... afinal, contrariamente ao que fiquei a pensar depois de ler o post, o caso era mais grave e teve consequências que se prolongarão no tempo...
Por isso estou triste!
O meu riso esmoreceu... apesar de sorrir, por te ver a postar e poder ler-te.

Pensei: "Que irá esta alma, que não me conhece, pensar deste estúpido, que se ri assim com desfaçatez do seu infortúnio?"
Deixei passar uns dias e agora, pergunto: Poderás perdoar-me a leviandade de presumir que fora apenas uma falha de rápida resolução médica?

Esta minha mania de ser diferente... de vez em quando atraiçoa-me!

Rápida convalescência e as melhoras.

O meu perdão te peço.........

 
At 12/1/06 18:26, Blogger DIAFRAGMA said...

Espero muito sinceramente que as coisas se componham para ti, que isto venha a ser "apenas" um pesadelo, quando o recordares daqui a uns anos.

 

Enviar um comentário

<< Home