sábado, fevereiro 04, 2006

Momentos Juntos


Diferente o céu quando olhei
Pareceu-me possuir outro fascínio
Brilhos, faiscantes!
Sensibilidade...sentimento

Meus olhos nos teus
Essências envolvidas
Eram tuas as palavras
Eram meus os sentimentos
Êxtase...emoção...

Magia, este momento...
Roubo o tempo, ele é só meu...
Sem tempo, livres somos.
O prazer do encontro
Só nós... o encanto.

Olho para o céu
Indefinido espaço
Viver o dia-a-dia
Seguir as ordens do coração
Sentir o amor
E assim a vida não cansa.

17 Comments:

At 4/2/06 13:52, Blogger Patrícia Posse said...

De facto, assim a vida ñ cansa ;)
adorei este poema :) :) :)
bjs e bom fds***

 
At 4/2/06 15:33, Blogger margusta said...

Lindo Kalinka!...diria que são os teus "momentos sentidos"...aquilo que nos dá força para continuar a viver.

Minha amiga quanto ás questões que me deixas-te...o meu filho já está bem, Obrigada! :))
As fotos são tiradas na Costa da Caparica nos meus fins de tarde, não sei nenhuma técnica sobre fotografia, apenas me limito a fotografar aquilo que gosto...

Beijinhos muitos para ti e um bom fim de semana.

 
At 4/2/06 17:53, Blogger Caracolinha said...

Lindo, minha querida amiga ... lindo ... e é tal e qual como escreves ... assim a vida nunca nos pode cansar !!!!

Fica uma beijoquinha muito GRANDE para ti, encaracolada em amizade :))))

 
At 4/2/06 21:49, Blogger Cristina said...

Querida Kalinka,
Muito lindo!!!!!!!! Assim a vida não cansa não, sentindo o amor dessa forma :)
Um beijinhuuuu

 
At 5/2/06 12:48, Blogger lena said...

Kalinka surpreendeste-me pela poesia, este poema é cheio de sensibilidade, é lindo!

tocou-me a alma e esse amor dá forças para viver
magias de momentos únicos, em prazeres de encontros, onde a vida não cansa

és poeta por inteiro

deixas-me sem palavras perante tanta beleza

és mesmo “polivalente” alguém muito especial

parabéns por seres assim

beijos para ti minha doce amiga

 
At 5/2/06 14:01, Blogger A .Carlos said...

Olá Kalinka,
Sentir assim o amor, faz com que a vida nunca canse, mesmo quando o corpo, cansado está.
Bom Domingo

Bjsss
≺ A New Day ≻

 
At 5/2/06 18:54, Blogger Cristina said...

Olá Kalinka,
Venho aqui explicar como usar o site das aparências :)
www.myheritage.com
1. fazes o registo
2. colocas uma foto tua
3. e o programa voltará com quem te pareces
:)
se tiveres alguma dúvida, diz
:)
beijinhu

 
At 5/2/06 22:16, Blogger peciscas said...

Deixei-te um convite lá no meu Peciscas. Será que o podes aceitar?

 
At 6/2/06 07:37, Blogger Pitucha said...

Kalinka
Uma boa maneira de começar a semana, com o teu lindo poema.
Beijos

 
At 6/2/06 10:51, Anonymous Debora said...

Oi prima deves estar a dizer aleluia mas a vida n esta façil trab escola... esta dificil mas pronto consegui... esta mt giro o teu artigo kiss

 
At 6/2/06 11:51, Blogger Isabel-F. said...

...uma beleza Kalinka....

boa semana
Bjs

 
At 6/2/06 14:04, Anonymous Anónimo said...

KALINKA:ao ler este teu poema, arrepiei-me...! Além de ser espectacular, ate parece k escreveste para mim. Imagina, Kalinka, k neste meu fim-de-semna eu vivi a magia, o prazer e o encanto num "ENCONTRO",muito desejado,saboreando todos os "Momentos Juntos". Só me resta dizer-te, Obrigada Amiga.
Um xi do coração, Ju.

 
At 6/2/06 16:01, Blogger peciscas said...

Quando vim cá deixar o convite, foi com alguma pressa porque já era um pouco tarde.
Agora, com mais tempo, saboreei o poema.
É um texto sincero e sentido.
E estou de acordo: quando se sente amor (por uma pessoa, por uma obra, por uma causa), a vida não cansa.

 
At 6/2/06 16:09, Blogger Lumife said...

Sentir o amor... Assim a vida não cansa. Belo!

Já esperava ver-te nos inscritos do Encontro de Blogs em Alvito.

Diz alguma coisa para
beja@netcabo.pt

Bjs

 
At 6/2/06 20:01, Blogger Mocho Falante said...

nem tem forma de cansar..amando desta maneira

beijocas

 
At 7/2/06 00:42, Blogger Amaral said...

Concordo que a vida não cansa quando o amor anda no ar. Um reencontro traz fascínio, traz emoção, traz paixão desenfreada… São momentos onde a magia acontece e onde o mundo "real" parece uma ilusão dos nossos sentidos…

 
At 7/2/06 16:34, Blogger Periférico said...

belo poema!

beijos

 

Enviar um comentário

<< Home