quarta-feira, agosto 30, 2006

A ARTE DE SER AVÓ


Nasceu o ANDRÉ, ontem, dia 29 de Agosto de 2006, pelas 14h 05m com 3.300kg.
Mais uma vez sou avó, o meu filho já me tinha dado uma menina, a Catarina há 3 anos e 10 meses, agora a Catarina está radiante com o «pequenino» dela, como ela se refere ao mano.
A ARTE DE SER AVÓ

Raquel de Queiroz

Netos são como heranças:
você os ganha sem merecer.
Sem ter feito nada para isso, de repente lhe caem do céu.
É, como dizem os ingleses, um acto de Deus.
Sem se passarem as penas do amor,
sem os compromissos do matrimônio, sem as dores da maternidade.
E não se trata de um filho apenas suposto, como o filho adotado:
o neto é realmente o sangue do seu sangue, filho de filho,
mais filho que o filho mesmo...

Quarenta anos, quarenta e cinco...
Você sente, obscuramente, nos seus ossos,
que o tempo passou mais depressa do que esperava.
Não lhe incomoda envelhecer, é claro.
A velhice tem as suas alegrias, as suas compensações — todos dizem
isto embora você pessoalmente, ainda não as tenha
descoberto — mas acredita.

Todavia, também obscuramente, também sentida nos seus ossos,
às vezes lhe dá aquela nostalgia da mocidade.
Não de amores nem de paixões: a doçura da meia-idade não lhe
exige essas efervescências.
A saudade é de alguma coisa que você tinha e lhe fugiu sutilmente
junto com a mocidade. Bracinhos de criança no seu pescoço.
Choro de criança. O tumulto da presença infantil ao seu redor.
Meus Deus, para onde foram as suas crianças?
Naqueles adultos cheios de problemas que hoje são seus filhos,
que têm sogro e sogra, cônjuge, emprego, apartamento a prestações,
você não encontra de modo nenhum as suas crianças perdidas.
São homens e mulheres - não são mais aqueles que você recorda.

E então um belo dia, sem que lhe fosse imposta nenhuma das
agonias da gestação ou do parto, o doutor lhe põe nos braços um menino. Completamente grátis — aquela criancinha da sua raça,
da qual você morria de saudades, símbolo ou penhor da mocidade perdida.
Pois aquela criancinha, longe de ser um estranho,
é um menino que lhe é "devolvido".
E o espantoso é que todos lhe reconhecem o seu direito
de o amar com extravagância; ao contrário causaria escândalo e
decepção se você não o acolhesse imediatamente com todo
aquele amor recalcado que há anos se acumulava,
desdenhado, no seu coração.

Sim, tenho certeza que a vida nos dá os netos para nos compensar
de todas as mutilações trazidas pela velhice.
São amores novos, profundos e felizes que vêm ocupar
aquele lugar vazio, nostálgico, deixado pelos arroubos juvenis.
Aliás, desconfio muito de que os netos são melhores que namorados,
pois que as violências da mocidade produzem mais lágrimas do que enlevos.

No entanto — no entanto! — nem tudo são flores no caminho da avó.
Há, acima de tudo, o entrave maior, a grande rival: a mãe.
Não importa que ela , em si, seja sua filha. Não deixa por isso
de ser mãe do garoto. Não importa que ela, hipocritamente ensine o menino
a lhe dar beijos e a lhe chamar de "vovozinha",
e lhe conte que de noite, às vezes, ele de repente acorda e
pergunta por você. São lisonjas, nada mais.
No fundo ela é rival mesmo.
Rigorosamente, nas suas posições respectivas,
a mãe e a avó representam, em relação ao neto,
papéis muito semelhantes ao da esposa e da amante
dos triângulos conjugais.
A mãe tem todas as vantagens da domesticidade e da presença constante.
Dorme com ele, dá-lhe de comer, dá-lhe banho, veste-o.
Embala-o de noite. Contra si tem a fadiga da rotina,
a obrigação de educar e o ônus de castigar.

Já a avô, não tem direitos legais,
mas oferece a sedução do romance e do imprevisto.
Mora em outra casa. Traz presentes. Faz coisas não programadas.
Leva a passear, "não ralha nunca".
Deixa lambuzar de pirulitos. Não tem a menor pretensão pedagógica.
É a confidente das horas de ressentimento,
o último recurso nos momentos de opressão,
a secreta aliada nas crises de rebeldia.
Uma noite passada em sua casa é uma deliciosa fuga à rotina,
tem todos os encantos de uma aventura.
Lá não há linha divisória entre o proibido e o permitido.
Dormir sem lavar as mãos, recusar a sopa e comer croquetes,
tomar café — café! — mexer no armário da louça,
fazer trem com as cadeiras da sala, destruir revistas,
derramar a água do gato, acender e apagar a luz elétrica mil vezes
se quiser e até fingir que está discando o telefone.
Riscar a parece com o lápis dizendo que foi sem querer — e ser acreditado! Fazer má-criação aos gritos e, em vez de apanhar,
ir para os braços da avó e de lá escutar os debates sobre os perigos
e os erros da educação moderna.

Sabe-se que, no reino dos céus,
o cristão defunto desfruta os mais requintados prazeres da alma.
Porém esses prazeres não estarão muito acima
da alegria de sair de mãos dadas com o seu neto, numa manhã de sol.
E olhe que aqui embaixo você ainda tem o direito de sentir orgulho,
que aos bem-aventurados será defeso.
Meu Deus, o olhar das outras avós,
com os seus filhotes magricelas ou obesos,
a morrerem de inveja do seu maravilhoso neto.

E quando você vai embalar o menino e ele,
tonto de sono, abre um olho, lhe reconhece, sorri e diz:
"Vó!", seu coração estala de felicidade, como pão ao forno.

E o misterioso entendimento que há entre avó e neto,
na hora em que a mãe o castiga,
e ele olha para você, sabendo que se você não ousa intervir abertamente,
pelo menos lhe dá sua incondicional cumplicidade...

Até as coisas negativas se viram em alegrias
quando se intrometem entre avó e neto:
o bibelô de estimação que se quebrou porque
o menininho — involuntariamente! — bateu com a bola nele.
Está quebrado e remendado, mas enriquecido com preciosas recordações:
os cacos na mãozinha, os olhos arregalados,
o beiço pronto para o choro;
e depois, o sorriso malandro e aliviado porque "ninguém" se zangou,
o culpado foi a bola mesma, não foi, Vó?
Era um simples boneco que custou caro.
Hoje é relíquia:
não tem dinheiro que pague.


47 Comments:

At 30/8/06 15:31, Blogger pitanga said...

Parabéns, amiga. Conheço bem essa poesia de Raquel de Queirós que retrata fielmente o que é ser avó.
Mas não és muito jovem para ser avó?
Felicidades Pitanga

 
At 30/8/06 15:45, Blogger Mimocas said...

Parabens Ester!
Realmente ser avó deve ser algo de fantastico. Eu só de ver a maneira como a minha filha é amada pela avó dela e por ver também o seu amor pela avó... fico...é mesmo maravilhoso, é muito, muito belo.
A vida é realmente um dom de Deus, porque beleza desta só pode mesmo ser mais um dos inumeros presentes do Paizinho :)
Que Deus muito abençoe toda a tua familia e que Ele possa encher o coração dos teus netinhos de amor por esta avó tão apaixonada por eles.

 
At 30/8/06 16:02, Anonymous Anónimo said...

Muitos Parabéns Vóvó! Certamente o André vai-lhe encher o coração de amor tal como a Catarina. Imagino que a Catarina esteja radiante!!! Eu tb estou muito feliz com a minha nova postura de Tia!!! Beijocas
Marisa

 
At 30/8/06 17:19, Blogger Daniel Aladiah said...

Querida Kalinka
Parabéns! A alegria é contagiosa, logo...
Um beijo
Daniel

 
At 30/8/06 17:30, Blogger Patrícia Posse said...

mtos parabens Kalinka ;)

adorei este post! um poema mto profundo, simples e acima d td verosimil ;)

desejo, sinceramente, as maiores felicidades pa o seu novo papel de avó e tb pa k o seu netinho, agr ainda pequenito, cresça forte e saudável e que se torne um dia numa pessoa orgulhosa da avó k tem ;)

bjs***

 
At 30/8/06 18:01, Blogger Kafé Roceiro said...

Parabéns, minha amiga. Por compartilhar da sua felicidade conosco. Mil beijos e saúde pro pequeno bebê.
Kafé.

 
At 30/8/06 19:26, Blogger AS said...

Obrigado por partilhares este momento tão especial para ti!!!
Para todos, mas em especial para o André, que sempre os raios de luz iluminem no seu caminho rumo á felicidade e á Paz!...

Parabéns Kalinka... um beijo!

 
At 30/8/06 20:06, Blogger Mocho Falante said...

olá viva

muitos parabens à vóvó babada e claro as maisores felicidades para o rebento

 
At 30/8/06 22:01, Blogger Lumife said...

Que alegria compartilhar connosco o nascimento do André. Votos de muitas felicidades para ele e parabéns especiais à avó e a toda a família.
Que tudo de bom o rodeie sempre em sua vida que seja muito feliz.

Beijinhos à avó babadinha.

 
At 30/8/06 22:17, Blogger Vida said...

Parabéns à nova avó, nova e babada. Peço desculpa pela ausência mas tive para fora numas férias e o tempo tem sido pouco para viajar como queria, mas cá estou a ler o teu texto lindo, adorei.

Beijinhos com carinho.

 
At 30/8/06 22:25, Blogger Miguel said...

Muitos parabéns, Vóvó Ester!!

Ainda por cima, um casalinho de netinhos para encher a casa de felicidade!

Felicidades aos pais babados!

E muitas bjkas para a Catarina e claro para a coqueluche André!

Fico á espera das fotos para a Montra Slide d´A Minha Matilde!

Mil bjks da matilde

 
At 30/8/06 23:09, Blogger Cristina said...

Parabéns á vóvó babada :)...
Como diz a minha mãe, ser avó ainda é mais gratificante por vezes do que ser mãe, é como ser mãe pela segunda vez, numa altura diferente da vida
:)
Um beijinhu ao nétinho e outro para ti
:)

 
At 31/8/06 00:15, Blogger margusta said...

Querida Kalinka,
...olha estou a sorrir a olhar para o monitor feito uma tontinha..lol...fico tão feliz por ti!!!
Uma nova vida é sempre motivo de alegria...continuo a sorrir..lol...
Parabens muitos para ti e tua familia e que o André(nome do meu filho do meio :))) e a Catarina ( nome da minha sobrinha mais pequenina que vai fazer 3 anos :))) ) sejam muito felizes!!!

Beijinhos para Todos!

 
At 31/8/06 00:52, Anonymous Friedrich said...

Tantos blogues que gostava de ver e ler, outros tantos em que passo e nem sequer os chego a ver. Mas existem outros, que não nos cansamos de os ler, porque em cada palavra saboreia-se a nostalgia tranquilizadora de cada mensagem que nos enriquece o saber sem nunca chegarmos a agradecer... O tempo é sempre o grande culpado destas contrariedades, mas por vezes a preguiça também ajuda. As desculpas só serão válidas quando verdadeiras.

Um beijo meu

 
At 31/8/06 03:21, Blogger saisminerais said...

Olá ester
Parabens
Como deve ser optimo ter uma avó tão jovem... És uma mulher cheia de sorte, já com dois netinhos.
Que o rebento da familia tenha sempre muita saúde, as maiores felicidades para avó,pais, e claro o recem-nascido.
Beijinhos

 
At 31/8/06 09:18, Anonymous Anónimo said...

Parabens,vóvó Ester.Ai te envio as fotos da minha menina gravida.Espero ver brevemente o Andre.bj a todos da prima Anabela

 
At 31/8/06 14:35, Blogger anamoris said...

Muitos Parabéns
És uma Avó maravilhosa concerteza.
Muitas muitas felicidades para toda a família.
Beijos, muitos, grandes

 
At 31/8/06 17:22, Blogger Amaral said...

"Hoje é relíquia"!
Nada mais para dizer, senão os parabéns mais compridos do mundo!

 
At 31/8/06 18:15, Blogger Laura Lara said...

Muitos, muitos, muitos parabéns.
Felicidades sem fim para a avó e para o neto.
Beijinhos

 
At 31/8/06 19:21, Blogger papagueno said...

Nada como uma boa avó babada. Muitos parabéns e felicidades para toda a família.

 
At 31/8/06 19:58, Anonymous pequenita said...

Parabens minha querida :o) deve ser uma alegria imensa ser avó, depois de ser mais concerteza essa deve ser uma das maiores alegrias da vida....beijinhussss e mtas mtas felicidades..um xiiiii mto mto apertadinho...

 
At 31/8/06 23:04, Blogger pmartins said...

Muitoa parabéns uma Avó tão nova e tão orgulhosa. Muitas felicidades

 
At 1/9/06 00:06, Blogger grão de areia said...

Muitos parabens a toda a familia, em especial aos papás.

Muitos beijos, e um abraço terno para ti.

 
At 1/9/06 01:41, Blogger Carminda Pinho said...

Muitas felicidades para a avó, para a Catarina e para o André.
Bjs

 
At 1/9/06 02:41, Blogger José Alberto Mostardinha said...

Olá Kalinka:

Uma vóvó toda "babada".
Espero que o machão cresca cheio de saúde e que não dê muito que fazer aos pais... pelo menos duarante a noite :-)

Quando ao texto está simplesmente belo.

Desta vez também estou aqui para te dizer que estás em destaque lá no Estados Gerais.
Uma retribuição pelos regulares comentários com que me premeias.

Um beijo,

 
At 1/9/06 03:45, Blogger Léia said...

Parabéns!!Felicidades para toda a família.
Obrigada pela visita! beijo!

 
At 1/9/06 14:28, Blogger Saramar said...

Meu anjo, parabéns!!!!
Que lindo presente lhe foi dado por Deus!
Desejo ao pequenino bebê todas as maravilhas e as feliciades diárias que ele merece.

Tão linda essa mensagem da Raquel de Queiroz. Obrigada.

Beijos

 
At 1/9/06 17:52, Blogger o alquimista said...

Que infinita ternura...o resto fez brotar emoção...tu és uma coisa muito bonita, sabe bem saber que existem pessoas como tu...

Doce beijo Avó

 
At 2/9/06 00:50, Blogger poeta_silente said...

Querida!!!!!!!!!!!!
Parabéns!!!!!!!
Agora tens um neto e eu um companheiro de aniversário. Completei meus 52 anos dia 29 de agosto. No mesmo dia do nascimento do teu neto.
Eu tenho sonhos de ter um neto. É um desejo intenso... mas sei que vai demorar um pouco, pq minha filha ainda está estudando e n pode engravidar agora. De qquer forma, o sonho é constante. Que bom que já alcançaste esta graça. porque, com certeza, é uma graça de Deus.
Que Deus te abençoe e, em especial, derrame muitas graças e bençãos no teu neto e nos seus pais, que foram agraciados com o milagre da vida.
Bjkinhas
Miriam

 
At 2/9/06 10:50, Anonymous SÍLVIA FERNANDA said...

Querida Ester, parabéns por esta dádiva de ser avó. Sei que estás em estado de graça. Fico muito feliz por sua felicidade. Que possas curtir em demasiado o presente sem paga e quero deixar minhas felicitações ao seu filho, o paizão e a sua nora, por esta graça de ser mamãe mais uma vez. Que ela possa estar e ser muito feliz, nos prazeres que a maternidade traz, tal qual diz o significativo poema de Rachel de Queiroz, no trecho em que fala

"A saudade é de alguma coisa que você tinha e lhe fugiu sutilmente
junto com a mocidade. Bracinhos de criança no seu pescoço.
Choro de criança. O tumulto da presença infantil ao seu redor".

Bom querida, que Deus em toda sua Glória e Amor, os abençoe, especialmente com as bênçãos da saúde e muita coragem na lida, para a formação de criaturas que com certeza já angrandecem a vida com sua pureza e ingenuidade e amanhã vão contribuir para o nosso mundo melhor, de paz e amor.
Um abraço, desta sua amiga distante, porém com muito carinho e respeito.
SÍLVIA FERNANDA

 
At 2/9/06 14:37, Blogger José Alberto Mostardinha said...

Viva:

Pois... mas hoje venho aqui desejar-te um bom fim de semana.

Um abraço,


Aguardo a tua visita.

 
At 2/9/06 21:54, Blogger Isa said...

Parabéns minha linda. Que sorte para os noetos terem uma avó com um espírito tão jovem, tão divertida. Também estou desejosa de ser :)

Bjocas e parabéns a todos

 
At 2/9/06 23:00, Blogger o alquimista said...

Passei para te deixar um beijinho

 
At 3/9/06 13:27, Blogger rouxinol de Bernardim said...

Kalinka:
Vi o seu comentário sobre o meu alvitre. Fui vítima de uma "praga de gafanhotos" (vulgo vírus palermossáurius asininus) e tive que fechar a loja. Há limites para tudo menos para a linguagem desbragada e para a canalhice pura e dura.
Enfim, contas de outro rosário!
Meu email é alvaro523@sapo.pt
Cumprimentos e os meus respeitos.

 
At 3/9/06 22:59, Blogger peciscas said...

Embora atrasados, aqui ficam os
PARABÉNS
à avó babada
aos papás
e, muito especialmente,
ao André.
Que a vida lhe sorria!

 
At 4/9/06 07:58, Blogger _+*A Elite in Paris*+_ said...

Parabens, quer isto dizer que és mae duas vezes :) PARABENS ao teu filho e nora :)

 
At 4/9/06 11:20, Anonymous margarida patrício said...

Só agora é que soube que foste avó novamente?!
Muitos Parabéns, desejo muitas felicidades, muita saúde, tudo de bom para o André assim como para a Catarina, que sejam sempre maravilhosos para eles próprios e para toda a humanidade que Deus compensa-os e especialmente para esta avó que merece todos os segundos de carinho e atenção que eles lhe dedicarem.

Conrespeito ao que tu tives-te a amabilidade de nos escrever, contar e deixar penetrar nessa tua alma de artista e pessoa de gostos especiais pela cultura e escrita,adorei adorei adorei! não há mais nada a dizer-te a não ser, pedir-te mais uma vez para nunca deixar-res de nos considerares merecedores desse teu cuidado, dessa tua atenção aos pormenores, desse teu empenho no que fazes, tendo por nós consideração suficiente para o fazeres.

 
At 4/9/06 15:51, Blogger Eli said...

Os meus parabéns! Os bebés fazem-me sorrir! Já peguei ao colo uma menina com horas de vida que hoje quase caminha... e é linda!

Sorri!

:)

 
At 4/9/06 17:16, Blogger Isa&Luis said...

Olá amiga,

Os nossos Parabéns,

muita alegria e felicidades para a familia toda.

Beijinhos muitos para avó babada:))

Isa&luis

 
At 4/9/06 23:33, Blogger Heloisa B.P said...

MUITOS, MUITOS PARABENS*!!!
Que ELE* possa ser para toda afamilia e amigos, motivo de IMENSAS ALEGRIAS!_CRESCA EM BELEZA, INTELIGENCIA, SAUDE E AMOR (recebendo-O e espalhando-O!)!
QUEIRAM OS CEUS*, que ELE* possa ver e usufruir de UM MUNDO MELHOR! UM MUNDO*, QUE TODAS AS CRIANCAS, AO NASCER, SAO MERECEDORAS*! UM MUNDO, SONHO VELHO, SONHO BOM, DE TODOS OS PAIS*, TODOS OS AVOS*, TODOS OS SERES (HUMANOS)PELO MENOS UMA VEZ NA VIDA, SONHARAM! E...QUE MUITOS DELES, MORREM POR ESSE SONHO E...COM ELE*!!!
_PARABENS E FELICIDADES!!!
UM ABRACO!
Heloisa B.P.
**************

 
At 5/9/06 23:28, Blogger greentea said...

parabéns avó, então!!!!

Será que alguma vez lá chegarei?

Beijos risonhos para ti

 
At 6/9/06 01:54, Blogger Cristina said...

Deixei um desafio para ti no meu cantinho, espero que possas participar
:)
beijinhu

 
At 6/9/06 13:47, Blogger Caracolinha said...

Uma arte ... sem dúvida !!!!

Estou de regresso querida amiga, e vim deixar-te muitas beijocas encaracoladas !!!!

 
At 7/9/06 00:40, Blogger margusta said...

Querida amiga Kalinka,
...vejo que andas muito ocupada com o teu netinho :)))
Beijinhos avó babada..muitos!

 
At 7/9/06 18:52, Blogger ruth iara said...

Querida, meus parabéns! Tudo de bom para este lindo momento mágico de suas vidas!

Beijos!

 
At 12/9/06 19:30, Blogger Dilbert said...

Oi miga,
Tenho andado um pouco afastado dos blogs :S
Felizmente hoje já consegui dedicar um tempinho à blogosfera e, claro, estou a cuscar aqui o teu cantinho todo para me por em dia :)
Estou a ver que temos novidades das boas... muitos parabéns vóvó babada :) ... sei muito bem o turbilhão de bons sentimentos que a natalidade nos desperta... felizmente também tenho sido contemplado com uma dose gratificante...
Muitas felicidades para ti e para os teus netinhos. Jokas grandes

 
At 18/9/06 19:58, Anonymous papoylaey said...

Também eu gosto muito de ir ao zoo.Já ia com os meus filhos e com os netos,é uma delicia

 

Enviar um comentário

<< Home