terça-feira, agosto 29, 2006

regresso às minhas origens...


Aconteceu o que eu mais desejava há algum tempo...o meu regresso às origens - visitar a terra onde nasceu o meu Pai e os seus 6 irmãos.
Que alegria a minha, ao encontrar ainda primos por lá... mas que descoberta!
Vim muito Feliz...
Concelho de grande beleza natural, situado na fronteira entre o Minho e Trás-os-Montes, Mondim de Basto conjuga esta riqueza paisagística, particularmente notável no Parque Natural do Alvão, com um interessante património arquitectónico, arqueológico e etnográfico.
Na sede do concelho, merecem destaque a Igreja Matriz, em estilo românico e com um retábulo renascentista, a Ponte do Cabril (romana) e vários belos solares, como a Casa dos Azevedos.
No campo da arqueologia, vale a pena visitar o Castro do Monte dos Palhaços e o Castro de Vilar de Viando, a cerca de dois quilómetros de distância.
Do Monte Farinha, com a conhecida igreja da Senhora da Graça e um miradouro a 990 metros de altitude, o visitante pode apreciar um vasto e imponente panorama. Uma das principais atracções do concelho é o Parque Natural do Alvão, partilhado com o concelho vizinho de Vila Real.
Nesta área protegida de 72 quilómetros quadrados delimitada pelos rios Corgo e Tâmega, a paisagem varia entre os campos verdes e férteis das terras baixas às fragas e cumes austeros, como aquele em que nasce o pequeno rio Olo, a 1250 metros de altitude, que se precipita numa espectacular cascata conhecida como Fisgas de Ermelo.
A pitoresca aldeia de Ermelo é a maior do Parque Natural do Alvão e ainda oferece ao visitante as típicas casas de xisto da região, os lagares de azeite, os espigueiros e as eiras de pedra. Não muito longe, o Alto do Velão proporciona uma impressionante e inesquecível panorâmica sobre as montanhas e o vale do Tâmega. O parque também fornece abrigo a uma fauna variada, como o falcão, a águia, o pica-peixe e a lontra.
Em termos de gastronomia, merecem destaque o cabrito assado e o bom vinho verde de Mondim de Basto, enquanto o artesanato oferece bordados, tecelagem e trabalhos em cantaria.

Mondim de Basto é uma vila portuguesa pertencente ao Distrito de Vila Real, região Norte e subregião do Tâmega, com cerca de 3 500 habitantes.

É sede de um município com 171,87 km² de área e 8 574 habitantes (2001), subdividido em 8 freguesias.
O município é limitado a nordeste pelo município de Ribeira de Pena, a sueste por Vila Real, a sudoeste por Amarante, a oeste por Celorico de Basto e a noroeste por Cabeceiras de Basto.

D. Manuel I confirma com foral novo as terras de Mondim de Basto - (1514).
D. Manuel I exila em Atei as freiras revoltosas do Convento de Santa Clara de Vila de Conde. Ainda hoje a povoação escolhida se chama «Freiras». - (Cerca de 1500).
D. João II atravessa o Concelho em visita a Trás-os-Montes. - (Novembro de 1483).
Mondim é invadido e saqueado pelos Franceses. Há vários reencontros e escaramuças com a resistência local. - (11 de Janeiro de 1811).
Mondim torna-se o império dos cortumes e fornece todo o País de couro e calçado. - (Cerca de 1700).
Camilo por aqui deambula e atravessa o Concelho na fuga da Quinta do Ermo, em Fafe, para Vilarinho de Samardã. - (2 de Julho de 1860).
Por decreto de D. Maria II é construída a nova ponte sobre o Tâmega e desactivada a antiquíssima e famosa Ponte de Mondim. - (Dec. 1856 / Inauguração 1882).»

Veade é uma
freguesia portuguesa do concelho de Celorico de Basto, com 6,11 km² de área e 707 habitantes (2001). Densidade: 115,7 hab/km². Com as vizinhas freguesias de Gagos e Molares, forma a vila de Fermil de Basto.

Fermil de Basto é uma
vila portuguesa do concelho de Celorico de Basto. É integrada pelas freguesias de Gagos, Molares e Veade. Foi elevada a categoria de vila em 12 de Julho de 2001 devido ao seu grande desenvolvimento.

15 Comments:

At 29/8/06 05:10, Blogger caninos said...

É sempre com muita emoção, que se regressa as origens, não é?

Mesmo que seja só por um tempinho... é tão bom.

Estou contente por estares contente...

Beijos

 
At 29/8/06 05:42, Blogger Kafé Roceiro said...

Deu vontade de conhecer sua terra, todo mundo. Sua descrição é perfeita. Faz com que nos transportemos daqui pra aí em segundos. Beijos do Kafé.

 
At 29/8/06 12:41, Blogger anamoris said...

´Deve ser muito lindo, tenho de visitar.
Beijos

 
At 29/8/06 12:47, Blogger Miguel said...

Kalinka,

Bom Regresso á casa ...!

Mil Bjks da matilde

 
At 29/8/06 15:21, Blogger avelana said...

tb tenho uma aldeia muito linda de origens bem interessantes
que vou mostrando dia a dia...

gostei de aqui vir

 
At 29/8/06 17:02, Blogger pitanga said...

Não conheço essa aldeia mas tive a oportunidade de conhecer Vila Real quando o meu filho mais novo, esse que vai para Coimbra, viajou várias vêzes com um Grupo Folclórico Portugues,aqui do Brasil e ficou hospedado no Hotel Miracorgo.
beijos Pitanga

 
At 29/8/06 17:12, Blogger pitanga said...

Sou eu de novo. Não sei se reparou mas já a linkei. É para não perder o caminho.

 
At 29/8/06 23:47, Blogger peciscas said...

Olha que coincidência agradável.
O meu sogro é de Celorico de Basto.
Gosto muito dessa região que aqui referes.
A Senhora da Graça, antes dos incêndios que a devastaram, era um encanto. Agora ainda é imponente, mas, dantes...
E as fisgas de Ermelo?
Um encanto.

 
At 30/8/06 08:49, Blogger greentea said...

por aqui ando de novo, ainda em meias férias e ritmo reduzido...
ainda bem q gostas de me ler e q os sons do piano te fazem bem,

beijos

 
At 30/8/06 14:52, Blogger Amaral said...

Completíssimo este passeio por Mondim de Basto, pelo que tem de belo para divulgar e ser apreciado.
Já conheço muitas vilas, de norte a sul do país, mas esta fica um pouco mais distante e ficará para outra oportunidade.
Ainda ontem visitei Penacova, Góis e arredores - locais espectaculares e quase desconhecidos da maioria dos portugueses.
Como sempre, estás "em grande" nesta tua aventura de repórter!

 
At 30/8/06 17:31, Blogger Patrícia Posse said...

Interessante, ambas temos em comum raízes transmontanas ;)

***

 
At 2/9/06 00:52, Blogger poeta_silente said...

que lindo. masi uma vez, obrigada pelo passeio virtual.
Bjinhos
Miriam

 
At 3/9/06 13:20, Blogger rouxinol de Bernardim said...

Mondim de Basto é um ícone! A Gente de Basto é encantadora, simpática, tem paixão telúrica!

 
At 4/9/06 23:44, Blogger Heloisa B.P said...

Quem sabe "O Tempo" ainda me permite, visitar essa VILA* que imagino belissima!
Talvez ele, "O Tempo", me nao troque as voltas e os desejos e me deixe ver e rever, esse NOSSO MARAVILHOSO PORTUGAL!...TALVEZ!!!!!

Felicidades para SI* e Sua Familia e.. usufrua o mais possivel desse Seu *REGRESSO AS ORIGENS*!!!!

UM ABRACO!
Heloisa B.P.
**************

 
At 23/11/06 19:02, Anonymous São said...

É mesmo verdade, Mondim é bastante lindo e tem tido um bom desenvolvimento. Sou natural de Paradança e é sempre com muita emoção que visito as minhas origens. As "gentes" de Basto são excepcionais pois, para o confirmar, basta peerguntar ao meu marido que é de.......Cabeceiras de Basto. E agora basta.
Bjs.
São

 

Enviar um comentário

<< Home