quinta-feira, fevereiro 21, 2008

Letra L

Louis Daniel Armstrong (Nova Orleans, 4 de agosto de 1901Nova Iorque, 6 de julho de 1971), é considerado "a personificação do jazz"[1]. Com sua voz e sua personalidade indiscutivelmente inconfundíveis e até hoje conhecidas até por aqueles que não são aficcionados por jazz, Louis Armstrong é um dos maiores expoentes do Jazz tanto como cantor quanto por primeiro grande solista, com seu trompete. Trompetista e cantor de jazz americano. É conhecido pelo pseudónimo de Satchmo. Quando criança e a viver em condições miseráveis, começa a cantar em locais públicos de Nova Orleães com alguns companheiros. Em 1917 ingressa numa orquestra, a de Kid Ory. A partir de então inicia uma carreira de continuados êxitos, primeiro no conjunto de King Oliver e depois no de Fletcher Henderson. Em 1925 forma o seu próprio grupo, chamado Hot Five. Nos anos 30 é o precursor da passagem do estilo polifónico tradicional de Nova Orleães para a preponderância do solista, característica esta das modernas correntes do jazz. Grava mais de um centena de discos e intervém numa quinzena de filmes.




Lago de Como (em italiano Lago di Como) é um lago de origem glacial na Lombardia, Itália. Com uma área de 146 km², é o terceiro maior lago da Itália, depois do Lago de Garda e do Lago Maggiore. Com uma profundidade máxima de 410 metros é um dos mais profundos lagos da Europa. O lago localiza-se entre os Alpes e o vale do rio Pó, perto da divisa com a Suíça e tem um formato muito particular de um "Y" invertido. A cidade situada na parte mais setentrional do lago é Colico. As cidades de Como e Lecco situam-se nas partes sudoeste e sudeste respectivamente. As pequenas cidades de Bellagio, Menaggio e Varenna estão situadas na intersecção dos três ramos do lago e podem ser fácilmente acessados através de barcos e balsas. O Lago de Como é circundado por montanhas altas acima de 2.000 m de altura e por serras baixas bastante arborizadas. As cidades maiores concentram-se nos vales mais largos de clima ameno e nas planícies ao redor do lago. A Ilha Comacina é a única ilha do lago, localizada no braço sudoeste do lago, próxima da comuna de Ossuccio.






CASA DO LAGO - Filme:
A casa titular é uma estrutura belíssima de vidro, construída especialmente para o filme. A Dra. Kate Forster (Sandra Bullock) parte para Chicago para trabalhar num hospital, deixando sua casa no lago. Ela deixa uma carta para o próximo morador da casa, pedindo que sua correspondência seja remetida a seu novo endereço. A pessoa que recebe o bilhete é Alex Wyler (Keanu Reeves), que se muda para a casa projetada anos atrás por seu pai. Ele fica perplexo com o pedido da doutora. Mas em pouco tempo os dois começam a trocar cartas diárias através da caixa postal da casa e descobrem que, enquanto ela vive em 2006, Alex está escrevendo em 2004. Kate joga xadrez com seu cachorro, e seus únicos contatos no mundo real são as relações insatisfatórias com um ex-namorado (Dylan Walsh), sua mãe (Willeke van Ammelrooy) e uma colega de trabalho (Shohreh Aghdashloo). Keanu Reeves faz de Alex um homem misterioso e difícil de compreender. Ele é um arquiteto que, diferentemente de seu irmão (Ebon Moss-Bachrach), desviou-se do que realmente gosta para projetar prédios de apartamentos. Veremos momentos muitos belos - como, por exemplo, quando uma árvore que Alex planta para Kate em 2004 aparece de repente diante dela, já crescida.
Keanu Reeves e Sandra Bullock fazem o par central deste filme. A idéia central do filme é uma metáfora atraente do destino romântico: duas almas solitárias que vivem numa mesma casa em tempos diferentes começam a se comunicar, através de cartas e uma distância de dois anos.






foto:Gare do Oriente - Lisboa
LISBOA - Lisboa é simultaneamente a capital e a maior cidade de Portugal, tendo cerca de 529.485 habitantes (2004). A cidade além de ser a capital do país é também capital do distrito de Lisboa, da região de Lisboa, da Área Metropolitana de Lisboa, e é ainda o principal centro da sub-região estatística da Grande Lisboa e têm 2,1 milhões de pessoas, que diariamente se deslocam para a capital, constiuindo uma população flutuante que lhe imprime uma dinâmica cosmopolita. A região de Lisboa é a mais rica de Portugal e situa-se à volta da cidade de Lisboa, do estuário do rio Tejo e na Peninsula de Setúbal, com um PIB per capita superior à média da União Europeia e a sua área metropolitana envolvente que ocupa cerca de 2.750 Km2 com cerca de 3 milhões de habitantes. O concelho subdivide-se em 53 freguesias e está limitado a norte pelos municípios de Odivelas e Loures, a oeste por Oeiras, a noroeste pela Amadora e a leste e sul pelo estuário do Tejo. Através do estuário, Lisboa liga-se aos concelhos da Margem Sul: Almada, Seixal, Barreiro, Moita, Montijo e Alcochete. Eclesiasticamente é sede do Patriarcado de Lisboa.



LOS ANGELES - Los Angeles é a segunda maior cidade dos Estados Unidos da América, e maior cidade do Estado da Califórnia, situada ao sudoeste do estado, na costa do Oceano Pacífico. Los Angeles é o maior ponto de entrada para imigrantes que vêm aos Estados Unidos e é também uma das cidades mais multiculturais do mundo, com populações de muitas nações. É considerada uma cidade global alfa, tendo hospedado dois Jogos Olímpicos, e por ser lar de instituições científicas, culturais e financeiras internacionalmente renomadas. É um grande centro para produção de entretenimento, incluindo filmes, para televisão e gravadoras de música.
Los Angeles está localizada no sudoeste dos
Estados Unidos, e no sudoeste do Estado americano de Califórnia. Situa-se a aproximadamente 560 km sul da cidade de San Francisco e a 210 quilômetros nordeste de San Diego e da fronteira mexicana. Com uma área total de 1 290,6 km², Los Angeles actualmente é uma das maiores cidades americanas em área, embora no início do século XX, a cidade tinha apenas uma pequena fracção da área actual. Os limites municipais de Los Angeles cresceram com a gradual anexação de cidades vizinhas, como Hollywood, San Pedro, Van Nuys e Westwood, actualmente, distritos da cidade de Los Angeles.



Lavagante é o nome comum dado aos crustáceos marinhos que constituem a família dos nefropídeos. Se bem que sejam semelhantes às lagostas (família dos palinurídeos), uma vez que possuem um corpo semelhante e igualmente coberto por uma carapaça rígida, distinguem-se facilmente destas por não possuírem antenas longas e possuírem pinças grandes e conspícuas.


"Lavagante", um texto inédito de José Cardoso Pires, vai ser lançado em Fevereiro pela nova editora de Nelson de Matos, dez anos depois da morte do escritor. José Cardoso Pires morreu em 26 de Outubro de 1998. "Lavagante" nunca foi publicado em livro. Houve uma primeira edição, muito reduzida, publicada em 1963 na revista O Tempo e o Modo com o título "Um lavagante e outros exemplares", com a menção de que se tratava de um capítulo do próximo romance de Cardoso Pires, segundo a explicação das Edições Nelson de Matos. A obra de Cardoso Pires, com 92 páginas, vai surgir na colecção "Mil Horas de Leitura", dedicada à literatura, e deverá estar nas livrarias em finais de Fevereiro.

adorei esta imagem, no conceito de «Liberdade»...
LIBERDAD
A liberdade permite-nos amar e odiar, ajudar e escapar, dar aos outros ou acumular para nós próprios. Somos livres para ser fiéis ao matrimónio ou para atraiçoar a quem nos ama de verdade. Para obedecer aos pais ou para guardar um silêncio de gelo se nos perguntarem o que fizemos ontem à noite. Talvez os jovens vivam com uma intensidade especial o mistério da liberdade. Quando somos meninos, a presença e o controlo dos pais evitam muitos caprichos e livram de muitos perigos. O adolescente, pelo contrário, sente que a vida está cada vez mais nas suas mãos. Os perigos são os mesmos, mas as pessoas mais velhas pressupõem que o jovem já está mais maduro para os enfrentar melhor. Contudo, há muitas armadilhas subtis, misteriosas, que o podem atrapalhar, que o podem destruir na sua própria liberdade.

Etiquetas:

22 Comments:

At 20/2/08 23:56, Blogger Kalinka said...

Já é habitual receber muitos elogios cada vez que apresento uma letra do Alfabeto.
Assim como é para vós interessante ler o que escrevo, também é para mim, o prazer que me dá realizar esta pesquisa. Juntar as imagens ao pequeno texto, é delicioso.
Este post demorou tempo demais a ser feito porque imensas coisas aconteceram, teve que ser interrompido algumas vezes e, fico irritada quando não sai tudo tal e qual eu gostaria.
A palavra Liberdade perdeu a letra E...ainda estou para saber como, estava tudo perfeito...
Peço desculpas.

 
At 21/2/08 06:55, Blogger LUIZ SANTILLI JR. said...

Coisas da informática!

Nunca tinha ido a Portugal!
Ano passado, outubro, fui com meu editor à feira do livro de Frankfurt, uma maravilha, e na volta ficamos 3 dias em Barcelona e 5 dias em Portugal!
Quando tiver tempo veja o que postei de Portugal em BOA LEITURA.
Você precisa de uma hora no mínimo para ver e ler meus posts de Portugal (Lisboa, Porto, Fátima, Alcobaça, Nazaré, Cascais, Estoril, e muito mais).
Apaixonei-me por Portugal, mesmo sendo descendente de italianos.
Agora ria comigo:OS GORDOS TAMBÉM MENTEM.
Beijo

 
At 21/2/08 09:11, Blogger amigona avó e a neta princesa said...

Minha querida fiquei aterrorizada com o que dizes!!! Pelos vistos as coisa estão mal no emprego e estás rodeada de pessoas, enfim pessoas que nem sei como adjectivar!
Amiga aparece quando puderes...nós estamos aqui...quem sabe se um dia destes não consegues resolver o problema...
beijinho para ti, amiga, e que tenhas um bom dia...

 
At 21/2/08 09:32, Blogger papagueno said...

Gostei da Letra L e não estou a falar da série televisiva.
bjks

 
At 21/2/08 10:29, Blogger Paula Raposo said...

Adorei o filme Casa do Lago. Adoro ler as tuas descrições e a escolha das tuas palavras. Liberdade, fundamental. Beijos.

 
At 21/2/08 10:36, Blogger Tiago R. Cardoso said...

Adoro estes teus post, super interessantes.

Em relação ao que deixastes no Notas, deixo-te a minha solidariedade, sei como é difícil estar num sitio e ser massacrado o dia todo.

 
At 21/2/08 11:01, Blogger quintarantino said...

Kalinka, minha grande amiga, como te disse... resistir é a palavra. Eu sei que é difícil e que custa, mas é a solução. E digo-te isto porque passei pelo mesmo, por isso é saber de experiência feito.

 
At 21/2/08 11:30, Blogger FERNANDA & POEMAS said...

Olá querida amiga Kalinka, os teus blogues são deliciosos... Não desistas de nada... Luta contra ti própria e resiste aos outros!!!
Quanto mais forte tiveres, menos te atingem. Eu sei que muitas vezes temos vontade de meter a cabeça na areia como a Avestruz... Nunca o faças!!!
Enfrenta-os de cabeça levantada... O sucesso virá.
Beijinhos de muito carinho e amizade.
Fernandinha

 
At 21/2/08 13:26, Blogger TINTA PERMANENTE said...

Destas referências ao 'L', me seja permitido um comentário desataviado: sempre sonhei ter a Liberdade de comer todos os Lavagantes que quisesse...

abraços!

 
At 21/2/08 15:36, Blogger **Je Vois la Vie en Vert ** said...

Tal como o Luiz Santilli Jr apaxonei-me mas foi primeiro por um português (e ainda continuo apaixonado por ele !), depois pelos portugueses e finalmente por Portugal ! Que belo trabalho de pesquiza estas a nos oferecer, Kalinka !
Beijinhos verdinhos

 
At 21/2/08 18:54, Blogger Pena said...

Esse seu desencanto sentido na profissão e, nas medidas impostas, são desumanas e repletas de insensatez ou incoerência manifesta ou evidente. A falta de liberdade é opressão inaceitável.
OLhe, não gosto muito de dar conselhos, mas tente ignorar, abstrair-se. Viva a vida com felicidade e encanto que merece por completo.
Escreve lindamente e a sua pessoa é linda.
Escreve com Alma grandiosa e pura.
Parabéns pelo que é.
Sempre a lê-la com alegria e satisfação
Beijinhos amigos sinceros

pena

 
At 21/2/08 22:03, Blogger maresia_mar said...

adorei este post, muito bom mesmo.. bjhs e bom fds

 
At 21/2/08 22:07, Blogger PoesiaMGD said...

Uma óptima pesquisa, esta tua!
Um abraço!

 
At 21/2/08 23:50, Blogger O Guardião said...

Fico-me pela Liberdade, e entendo bem o desencanto de que me fui apercebendo num raide relampago que fiz pelos amigos do costume. Sei o que isso é, embora agora isso já não me atinja por estar reformado. Enquanto trabalhei para outrem fui menosprezado por alguns que hoje me elogiam sem qualquer pudor. Enquanto estive sob as suas ordens tinham sempre objecções ao meu trabalho, hoje já não têm quem o faça e vão zanzando ao meu redor, bajulando-me, porque o tal fulano que não fazia as coisas a seu contento quando lá estava, afinal sabe fazr as coisas e até estão dispostos a pagar duas ou três vezes mais pelo mesmo trabalho. As voltas que a vida dá.
Cumps

 
At 22/2/08 02:20, Blogger Maria said...

Vim até aqui porque o teu comentário no meu blog me preocupou mesmo.
Sei do teu empenho em fazer textos sobre todas as letras do alfabeto. Mas se não estás bem, pára um pouco e escreve outras coisas, Kalinka. Escreve o que te sair, o que te vai na alma (esteja ela onde estiver), o "que te der na gana".
Não te obrigues a fazer o alfabeto (se não te apetecer) só porque disseste que o fazias...
Estás isolada no teu emprego porquê? Podemos ajudar?

Beijinhos

 
At 22/2/08 10:08, Blogger Isabel-F. said...

passei para te desejar um bom fim de semana


beijinhos

 
At 22/2/08 12:31, Blogger efeneto said...

Hoje, não deveria ter acordado.
E começa a ser ridícula toda esta impossibilidade de opção.
Alguém nos perguntou se queríamos ter nascido?
A resposta agora também pouco interessa.
Mas hoje, eu deveria ter direito a dizer que não, não me apetece abrir os olhos e ver um qualquer pormenor magnífico, um qualquer momento raro.

Hoje nada me delicia e muito menos sacia.
Mas alguém me dá o direito de não ser eu por 24h?
De nascer para uma qualquer vontade maior longe deste corpo morto e fétido?

Devia poder dar-me esse direito, esse propósito.
Mas desde quando o que deve ser o é de facto?
Raras são as vezes e sempre pouco oportunas.


Então deixem-me dormir...E amanhã de manhã, ao primeiro raiar do sol, perguntem-me baixinho:

- " Então pequeno, sempre quer nascer hoje para o mundo? "

Quem sabe talvez assim, com jeitinho, se levante a força e se cerrem os punhos para a batalha constante da vida e para a guerra eterna que mora em nós.
Mas de certo nasceria novamente para lhe desejar um fim-de-semana com aquilo que mais deseja.

Até amanhã.

Obrigado por nos fazer descobrir coisas que não sabemos...beijito

 
At 22/2/08 13:38, Blogger augustoM said...

Já naveguei no Lago de Como e de Garda, são como tu dizes. Onde ficou o L de Lealdade. Vai haver um concurso de poesia. Se quiseres participar vai ao meu blog que do lado direito está link.
Um beijo. Augusto

 
At 22/2/08 21:49, Blogger margusta said...

Amiga passo só para te deixar um beijinho ENORME!!!

 
At 22/2/08 23:26, Blogger Alexandre said...

Ah, a letra L, tem um significado especial para mim! Lembra-me momemtos bons da minha vida e até pessoas! Gosto da letra L e tu não te esqueceste das coisas mais importantes, nomeadamente os filmes e até a louva-a-Deus!

Mas, Lisboa, sim, a minha cidade encantada, apesar de todas as tropelias de que é vítima!

Muitos beijinhos, Kalinka!

 
At 23/2/08 11:35, Blogger Alice Matos said...

A Casa do Lago... sem dúvida... muito especial...

Um beijo para ti...

 
At 23/2/08 19:49, Blogger Maria said...

Escreveste:
"Ando com muita necessidade de conversar, ando desanimada pois aqui no trabalho existe uma repressão enorme só para mim, eu aproveitava a m/hora de almoço para visitar os vossos blogs e, até isso, foi-me «proibido» ficar no gabinete...enfim, há gente tão má, eu pergunto:
Que andam a fazer pelo Mundo estas pessoas más? Pena é que as boas vão-se...infelizmente."
Por isso te deixei aqui o comentário, que te levou a responder lá.
Não sei se percebi, não será muito importante, eu é que me preocupo de mais e não deveria, provavelmente....

Bom fim de semana.
beijos

 

Enviar um comentário

<< Home